“Não vale a pena virem aqui como carpideiras”. Eduardo Cabrita assume que festejos do Sporting não se comparam com os de Madrid, Itália e Paris

Os festejos do campeonato por parte do Sporting Clube de Portugal, no passado mês de maio, levaram a PSP a disparar 617 balas de borracha ao longo de um período temporal de sete horas.

O ministro da Administração Interna assumiu que os festejos do Sporting não tiveram a mesma dimensão que os festejos que aconteceram em Madrid, Itália ou Paris, de onde surgiram mortes e vários feridos.

“Não teve os resultados dramáticos como a morte que se verificou nos festejos do Atlético de Madrid, igualmente em maio, dos vários mortos que houve em Itália nos festejos do campeonato europeu de futebol, ou a dimensão do que se passou em Paris com a derrota do Paris-Saint Germain na final da Liga dos Campeões”, disse Eduardo Cabrita em resposta aos deputados.

“Isto não justifica nada, mas não vale a pena virem aqui como carpideiras, vários meses depois” dos festejos do clube, atirou o governante em resposta ao PSD.

Os festejos do campeonato por parte do Sporting Clube de Portugal, no passado mês de maio, levaram a PSP a disparar 617 balas de borracha ao longo de um período temporal de sete horas na noite em questão. Este valor foi o equivalente ao dobro dos tiros registados durante todo o ano de 2018.

Os disparos de balas de borracha foram realizados pelos agentes da autoridade entre a zona do estádio de Alvalade e a Praça do Marquês de Pombal, o circuito percorrido pelo autocarro dos ‘leões’ durante a noite de 11 de maio.

Relacionadas

Eduardo Cabrita afirma que audição sobre festejos do Sporting é “verdadeiramente da época passada”

Eduardo Cabrita assumiu que a audição “só pode existir porque, relativamente a uma matéria que é designada no pedido como ‘festejos do SCP’, o ministro da Administração Interna determinou, face às dúvidas no espaço público, no dia 12 de maio a realização de um inquérito pelo IGAI, e no dia 16 de julho foi apresentado o relatório desse inquérito e foi apresentado o despacho sobre o mesmo, por mim próprio”.

Eduardo Cabrita ouvido no Parlamento sobre festejos do Sporting. Veja em direto

O ministro da Administração Interna é ouvido esta quarta-feira pelos deputados relativamente à investigação conduzida pelo Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) na sequência dos festejos do título do Sporting, que decorreram em maio deste ano.

PSP disparou 617 balas de borracha durante os festejos do título do Sporting

Os disparos de armas de munições de menor letalidade (balas de borracha) feitos nessa noite foram o dobro do registado durante todo o ano de 2018, segundo o “CM”.

PSD força audição de ministro Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD requereu hoje, sexta-feira, a audição parlamentar obrigatória do ministro Eduardo Cabrita sobre o inquérito da Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI) relativa aos festejos do Sporting, e quer também explicações do presidente da Câmara de Lisboa.

Sporting campeão: PSD quer explicações de Cabrita na AR sobre relatório da IGAI (com áudio)

O PSD pediu hoje a audição parlamentar urgente do ministro da Administração Interna sobre os festejos do Sporting, acusando Eduardo Cabrita de tresler o relatório da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) e de se ter desresponsabilizado dos incidentes.

Eduardo Cabrita validou festejos do Sporting contra vontade da DGS e PSP

O Ministro da Administração Interna assinou o despacho na véspera da conquista do título do emblema de Alvalade depois de ter ignorados os pedidos do clube durante dois meses.
Recomendadas

PS está na “posição ingrata” em que “todos lhe batem”, diz António Costa

Segundo o líder socialista, “a realidade” é que, “em cada um dos concelhos, a escolha é sempre uma, ou é o PS e as coligações PSD/CDS-PP ou é o PS e a CDU”.

“Maquiavel para Principiantes”. “Em vez do cartão amarelo ao Governo, podemos ter cartão vermelho ao líder da oposição”

“Mais importante do que bazucas, metralhadoras, helicópteros ou outro tipo de arsenal, há mais pessoas a acreditar numa vitória do PS do que num triunfo do PSD. Nestas eleições faz-se sentir muitas vezes o cartão amarelo ao Governo mas o que parece é que se está a preparar um cartão vermelho ao líder da oposição”, realçou Rui Calafate na edição desta semana do podcast do JE.

Bruno Horta Soares: “Moedas é um nome forte mas com esta campanha e se não fosse a IL, votaria em branco”

Consciente de que tem de ultrapassar o apelo ao voto útil, Bruno Horta Soares realçou ainda, na última edição do programa “Primeira Pessoa”, da plataforma multimédia JE TV, que já ninguém acredita que Carlos Moedas possa derrotar Fernando Medina.
Comentários