NB Obrigações Europa premiado com o Morningstar Portugal Fund Awards 2019

Os prémios Morningstar Portugal 2019 reconhecem os fundos domésticos e estrangeiros que obtiveram um rendimento excecional ajustado ao risco em 2018.

O Fundo NB Obrigações Europa FIMAO, gerido pela GNB Gestão de Ativos, foi o vencedor do Morningstar Portugal Fund Awards 2019 na categoria de Melhor Fundo Nacional Obrigações Euro, anuncia a instituição financeira.

“Num ano marcado por perdas em praticamente todos os fundos domésticos, o Fundo NB Obrigações Europa FIMAO foi o único fundo em 2018 que teve um desempenho acima da inflação”, explica o banco.

O gestor do Fundo, Vasco Teles, explicou as razões da rentabilidade do Fundo: “Com taxas de juro muito baixas e os ativos de risco sob pressão, o NB Obrigações Europa conseguiu preservar pequenos ganhos nos diversos riscos que gere. Tendo tido exposição a um total de dez países diferentes ao longo do ano, conseguiu contribuições positivas em nove desses soberanos, repartindo quase equitativamente os ganhos entre países periféricos e países considerados Core, como a Alemanha.”

Os prémios Morningstar Portugal 2019 reconhecem os fundos domésticos e estrangeiros que obtiveram um rendimento excecional ajustado ao risco em 2018.

 

Recomendadas

Teixeira dos Santos: “Não tenho razões para me arrepender” da escolha de Carlos Santos Ferreira e Armando Vara

O Estado “nunca interferiu em qualquer operação” da Caixa Geral de Depósitos, garantiu ainda o ex-ministro das Finanças, na última comissão parlamentar de inquérito aos atos de gestão e recapitalização do banco público, que se realizou esta quarta-feira.

“Sem fundo de garantia de depósitos comum, união bancária é insuficiente”, afirma economista-chefe do FMI

Gita Ginopath, economista-chefe do Fundo Monetário Internacional, disse que o “próximo passo” para o reforço da união bancária passa pela construção do fundo de garantia de depósitos comum, elemento fundamental para o futuro da União Económica e Monetária. E, para a união dos mercados de capitais, defendeu a construção de “instituição central para instituições não financeiras”.

BCP vai integrar o seu banco de crédito hipotecário

A operação de integração do BII no BCP é para ser feita até ao fim do ano.
Comentários