Nobel da Física Gérard Mourou esta semana em Portugal

O físico realiza duas conferências em Lisboa e uma terceira no Porto sobre o sistema de laser que inventou e lhe valeu o prémio da Academia Sueca.

O físico francês Gérard Mourou, um dos laureados do Prémio Nobel da Física 2018, está esta semana em Portugal a convite do Instituto Superior Técnico, em parceria com o Institut Français du Portugal, a École Polytechnique e o Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva.

O físico propõe-nos uma viagem pelo novo sistema de laser que inventou e as interações entre laser e matéria, com início esta terça-feira, 23 de abril, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa. A palestra pública intitulada “Passion Extreme Light” / “Paixão Extrema, Luz Extrema”  dará lugar a uma conferência para alunos do Instituto Superior Técnico, em Lisboa, na quarta-feira e a uma outra na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, na sexta-feira, 26 de abril.

Gérard Mourou recebeu o Nobel pelo seu trabalho sobre impulsos de laser muito curtos e intensos, com aplicações em cirurgias laser nos olhos, partilhando o prémio com Arthur Ashkin e Donna Strickland.

O seu palmarés inclui numerosos prémios, dos quais destacamos o Berthold Leibinger Zukunftspreis em 2016, o R. W. Wood (1995), o Willis E. Lamb (2005) e o prémio Charles Hard Townes em 2009. Em 2016 foi agraciado com a medalha Frederic Ives do Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrónicos (IEEE).

Gérard Mourou é membro da Academia Nacional de Engenharia dos Estados Unidos.

Recomendadas

GNR deteve 37 pessoas em operações em todo o país

Foram detidas 19 pessoas por condução sob o efeito do álcool, nove por tráfico de estupefacientes, sete por condução sem habilitação legal e uma por posse de arma proibida.

ASAE fiscaliza mais de 200 apoios de praia e instaura dois processos-crime

Operação foi dirigida aos estabelecimentos e bancas de venda ambulante que se encontram junto a praias de norte a sul do país, tendo sido instaurados dois processos-crime por usurpação e venda ou ocultação de produtos contrafeitos e 65 processos de contraordenação.

Fisco vai ter acesso a dados de passageiros aéreos

A mega-base de dados ainda não está em funcionamento, mas o Gabinete de de Informação de Passageiros, que irá tratar a informação, já está a ser instalado. Finanças juntam-se à PJ, PSP, GNR e Serviço de Estrangeiros e Fronteiras no acesso à informação.
Comentários