Oficial: SL Benfica vende Rúben Dias ao Manchester City por 68 milhões de euros

Em comunicado, o clube encarnado indica que a este valor poderão ser acrescidos mais 3,6 milhões de euros dependentes da concretização de objetivos. Emblema da Luz adquiriu ainda o central Nicólas Otamendi por 15 milhões de euros.

O Sport Lisboa e Benfica vendeu o jogador Rúben Dias ao Manchester City por 68 milhões de euros. Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), este domingo, 27 de setembro, os encarnados indicam a este valor poderão ser acrescidos mais 3,6 milhões de euros dependentes da concretização de objetivos.

O defesa central que ontem marcou no jogo de despedida das ‘águias’ na vitória por 2-0 sobre o Moreirense, junta-se assim ao emblema inglês, onde alinham os antigos jogadores do Benfica, Bernardo Silva e João Cancelo.

A venda de Rúben Dias torna-se a segunda mais cara do clube da Luz, só superada pela transferência de João Félix para o Atlético Madrid, por 126 milhões de euros.

Em outro comunicado, o Benfica informa a CMVM que comprou o defesa central do Manchester City, Nicólas Otamendi, por 15 milhões de euros.  O jogador argentino regressa desta forma ao futebol português, depois de ter alinhado no Futebol Clube do Porto entre 2010 e 2014.

Recomendadas

Eleições no SL Benfica: Luís Filipe Vieira reeleito para o sexto mandato

De acordo com os resultados do ato eleitoral, anunciados pelo presidente da Mesa da Assembleia Geral do clube, Virgílio Duque Vieira, Luís Filipe Vieira, que lidera os ‘encarnados’ desde 2003, somou 471.660 votos (62,59%), correspondentes a 22.787 votantes (59,8%).

Alemanha proíbe presença de público nos estádios a partir de segunda-feira

Segundo a resolução acordada entre a chanceler Angela Merkel e os líderes dos dezasseis estados federais alemães, as atividades desportivas amadoras também estão proibidas a partir de segunda-feira (02 de novembro), por causa do significativo aumento do número de infeções com o novo coronavírus nas últimas semanas.

FC Barcelona em crise. Sete desafios que se colocam à próxima direção ‘blaugrana’

A nova direção terá de assumir alguns legados de Bartomeu – da Espai Barça ao Barçagate, passando pela procura de patrocinadores renovação do estádio, governação corporativa ou os processos em tribunal.
Comentários