Operadores turísticos dos EUA, Índia, Rússia entre os que mais apostam na Bolsa de Turismo de Lisboa

Este ano, os compradores internacionais para a BTL 2020 estão a submeter as candidaturas desde finais de setembro e os inscritos revelam uma procura superior à do ano passado, revela a organização.

Atendendo às candidaturas recebidas até ao momento, a 32.ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que regressa de 11 a 15 de março do próximo ano, na FIL, Parque das Nações, já evidencia a grande procura de ‘hosted buyers’, ou operadores turísticos, oriundos dos EUA, da Índia, Rússia, França e do Brasil. Esta procura, está essencialmente focada nos segmentos do Enoturismo, City Break e Meeting Industry. Por regiões, mantém-se o interesse no Porto e Norte, Centro, Lisboa e Algarve, tal como em 2019.

Para a próxima edição, a Bolsa de Turismo de Lisboa revela assim um número elevado de candidaturas, com cerca de 121 novos ‘hosted buyers’. Realçando o papel que este Programa tem tido, ao longo dos últimos anos, de “verdadeira oportunidade para as empresas nacionais contactarem com os compradores internacionais, especializados em determinados segmentos”, Dália Palma, gestora da BTL, avança ainda que, este ano, a BTL está concentrada em fazer crescer o Programa, reforçando mercados de crescimento, mantendo mercados como EUA, China, Japão, Canadá e explorando novos mercados emergentes como Israel e outros com origem no continente Asiático.

Este ano, uma das novidades do Programa são as alterações introduzidas no modelo de reuniões dos HB para 2020. O modelo de participação nas reuniões – ‘speed networking’ -, terá um novo formato, concentrando as mesmas num único espaço, onde o HB está identificado e recebe o supplier, com reuniões cronometradas durante os dois primeiros dias do evento.

As candidaturas recebidas serão analisadas pela BTL, TAP e pelo Turismo de Portugal e apenas as que forem aceites serão convidadas a integrarem o programa de ‘hosted buyers’. Agentes de viagens, operadores turísticos, diretores de DMC’s e outros profissionais do Turismo poderão inscrever-se no website do evento.

Na qualidade de parceiros estratégicos, o Programa conta com a TAP, Turismo de Portugal, APAVT, Iberia Airlines, Barraqueiro, Gold Limousine e as várias unidades hoteleiras de Lisboa.

Recomendadas

Hoje às 15h, saiba como responder aos desafios da pandemia (parte 2)

Assista hoje à segunda parte do webinar sobre os desafios levantados pela pandemia do novo coronavírus, em direto, às 15h.

Lei das moratórias dá opção aos mutuários de só suspenderem o capital sem capitalizar os juros

As prestações ao banco vão subir para quem recorrer à moratória pública aprovada pelo Governo. Mas o documento dá a opção de o cliente só suspender o reembolso de capital continuando a pagar os juros, para não subir a prestação ao fim de seis meses.

Pedido de adesão ao ‘lay-off’ dos trabalhadores da TAP ainda não deu entrada na tutela

O JE sabe que a administração da TAP disse aos sindicatos que está a considerar aderir ao regime de ‘lay-off’ numa reunião, esta segunda-feira, e que o pedido ainda não deu entrada no Ministério das Infraestruturas e Habitação.
Comentários