Orçamento Suplementar da Madeira prevê mais 296 milhões de despesa

A previsão para as despesas correntes é de 1,4 mil milhões e de 609 milhões de euros para as despesas de capital.

O Orçamento Suplementar da Madeira prevê mais 296 milhões de euros de despesa relativamente ao Orçamento da Região Autónoma (ORAM) para o ano de 2020.

Este Orçamento, entregue hoje pelo Vice-Presidente do Governo Regional, Pedro Calado, ao Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, José Manuel Rodrigues, contempla uma despesa total de dois mil milhões, face aos 1,7 mil milhões do ORAM.

A Secretaria da Saúde é a que regista um maior aumento da despesa face ao ORAM, contemplando agora 438 milhões de euros, o que significa um acréscimo de 115 milhões.

A Vice-Presidência e os Assuntos Parlamentares têm um aumento de 81 milhões de euros, seguindo-se as Secretarias de Inclusão Social e Cidadania, com mais 34 milhões, e a Secretaria da Economia, com mais 33 milhões de euros. A Secretaria da Educação, Ciência e Tecnologia também apresenta um aumento significativo de 16 milhões de euros.

A previsão para as despesas correntes é de 1,4 mil milhões e de 609 milhões de euros para as despesas de capital.

As despesas correntes caem assim 256 milhões de euros, comparativamente ao ORAM, e as despesas de capital caem 39 milhões.

Ler mais
Recomendadas

Teresa Gonçalves Lobo marca presença em “Diálogos Cruzados” na Galeria Marca de Água

A exposição dedicada à interpretação e mediação dos universos no feminino pretende desconstruir narrativas historiográficas, valorizando os percursos e obras das mulheres artistas e estabelecendo “diálogos cruzados” com obras de referência internacional.

Restaurante Galáxia SkyFood apresenta nova carta

O restaurante abriu com uma carta simples e segura, mas durante a paragem provocada pela pandemia os chefs decidiram inovar e criar uma nova carta, que, no entanto, mantém alguns pratos da carta antiga.

Covid-19: Madeira mantém 23 casos ativos

“Durante o dia de hoje, foram identificadas mais três situações que se encontram em estudo pelas autoridades de saúde”, refere o boletim epidemiológico do IASAÚDE, acrescentando tratarem-se de “viajantes identificados no contexto das atividades de vigilância implementadas na Unidade de Rastreio da covid-19 do Aeroporto da Madeira”
Comentários