Conselhos da GNR para um Black Friday sem burlas

Com diversas queixas de roubo de dados bancários através da internet, a Black Friday torna-se um dia com mais probabilidade de fraudes na internet. Desta forma, a GNR decidiu dar alguns conselhos aos consumidores online.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deixou alguns conselhos em relação às promoções da Black Friday que acontecem no próximo dia 29 de novembro, embora algumas lojas se tenham antecipado. Como as compras online têm aumentado nos últimos anos, a GNR divulgou alguns conselhos para que os consumidores façam as transações com segurança.

Um dos conselhos mais repetidos pelas forças de segurança prende-se com a verificação da pessoa que está do outro lado das compras online. Com diversas queixas de roubo de dados bancários através da internet, a Black Friday torna-se um dia em que mais se aproveitam para realizar roubos.

Siga os conselhos da GNR quando compra online

Quando realiza compras online, especialmente quando se tratam de promoções e descontos “imperdíveis”, a GNR aconselha a:

  • Comprovar que a loja online em questão é segura. Assim, deve procurar informações sobre a mesma na internet, nomeadamente se dispõe de endereço físico, número de telefone e email
  • Assegurar-se de que na página da online aparece a localização da mesma e que o responsável está identificado
  • Desconfiar sempre de ofertas demasiado atrativas, promoções imperdívies e valores muito abaixo do mercado
  • Certificar-se que o site adota as medidas de segurança essenciais para garantir a privacidade dos dados dos seus dados pessoais e bancários
  • Ficar atento ao extrato bancário para verificar se o dinheiro retirado corresponde ao preço indicado pela loja online
  • O computador deve estar sempre com o antivírus atualizado
  • Realizar compras em páginas seguras, confirmando se o endereço começa por https://
Relacionadas

Saiba como escapar a fraudes digitais durante as compras na Black Friday

Empresa de cibersegurança para governos e empresas a nível mundial indica os procedimentos a ter para poder efetuar as suas compras sem ser vítima de fraude pela internet.

Black Friday: um ‘el dorado’ para investidores ou uma sexta-feira negra para as bolsas?

O volume de vendas da Black Friday pode ter impacto nas ações das principais retalhistas. Os investidores encaram este dia como um indicador do desempenho da indústria do retalho.

Green Friday: EDP oferece descontos em eletrodomésticos eficientes

EDP Comercial transforma a Black Friday numa Green Friday, oferecendo eletrodomésticos com descontos aos clientes.

Black Friday: sabe a origem do dia que inaugura a época das compras de Natal?

A última sexta-feira de novembro é já há vários anos apelidada de Black Friday, sendo considerada o dia que impulsiona a economia mundial. Em 2018 as vendas dispararam 607% nesse dia. Mas qual a origem do termo que do dia que representa o início da época das compras de natal?

Black Friday: O dia que impulsiona a economia mundial. E em Portugal?

A nível mundial, o grande interesse dos consumidores prende-se nos produtos informáticos e telemóveis. Já em Portugal os artigos de vestuário, calçado, cosmética e eletrónica dominam as preferências de compra.

Sabe quais são as tendências da Black Friday em Portugal?

Evitar as lojas à meia-noite e entre as 10 e 11 horas pode ser um ponto essencial se não gostar de confusão, uma vez que são os horários mais atraentes para as compras, mas existe maior stock de produto. As vendas em Portugal, em 2018, aumentaram 792% relativamente ao ano anterior.
Recomendadas

Portugueses gastaram mais na Black Friday e optaram pelo online

Os setores com maior crescimento em número de compras no dia da ‘Black Friday’ este ano face ao resto do mês de novembro foram o da perfumaria e cosmética (3,6 vezes), moda e acessórios (3,5 vezes), jogos e brinquedos (3,2 vezes), tecnologia (3,1 vezes) e material desportivo e recreativo (2,6 vezes).

Cyber Monday: Hoje é dia de promoções exclusivas online

A Cyber Monday é a reação dos comerciantes cibernéticos à sexta feira “louca” de compras.

Oliver Wyman: europeus menos motivados para fazer compras na Cyber Monday

Sobre o que motiva os consumidores a comprar, a consultora explica que a maioria dos utilizadores aproveita para comprar um artigo que há muito deseja comparar.
Comentários