Ouro: o ativo com a melhor performance dos últimos 14 anos, diz Schroders

Análise publicada pela Schroders explica que o ouro teve um retorno anual de 8,3%. Mil euros investidos em 2005 neste ativo valem agora 2.925 dólares.

O ouro foi o ativo com a melhor performance dos últimos 14 anos, afirmando-se como um ativo seguro numa altura de incerteza. Num artigo da Schroders, o investment writer David Brett explica que o forte desempenho do ouro é ainda “mais notável” quando as commodities foram consideradas o ativo com pior desempenho nos últimos 14 anos.

“Em termos reais, 1.000 dólares investidos em ouro em 2005 valem agora 2.925 dólares- um retorno anual de 8,3%. 1.000 dólares investidos em commodities valem agora 630 dólares – representando uma perda anual de 2,3%”, refere.

O analista destaca, no entanto, que a maior valorização foi obtida no início deste período, antes da incerteza em torno da crise tomasse conta dos mercados.

“O forte desempenho do ouro é ainda mais notável quando as commodities foram consideradas o ativo com pior desempenho nos últimos 14 anos”, acrescenta.

 

Fonte: Schroders

O analista realça ainda que o ouro é descrito como o último diversificador porque tende a não ser correlacionado com o movimento de outros ativos. “Em particular, é considerado como um ativo a ser mantido durante os períodos de incerteza. Em 2011, os mercados acionistas perderam 5% durante a incerteza da crise da dívida europeia. Mas os investidores que detinham algum dinheiro em ouro tiveram as perdas reduzidas graças a um retorno de 11% para esse ativo”, refere.

Ler mais

Recomendadas

Juros da dívida portuguesa sobem a dois, a cinco e a 10 anos

Cerca das 08:30 em Lisboa, os juros a 10 anos avançavam para 0,582%, contra 0,571% na quarta-feira, depois de terem subido até 1,441% em 18 de março.

Bolsa portuguesa acompanha Europa em queda. BCP pressiona PSI 20

Após três sessões consecutivas de ganhos, o principal índice bolsista português (PSI 20) perde  0,86%, para 4.595,97 pontos, em linha com as principais congéneres europeia.

‘Reload’. Lagarde deverá recarregar hoje a ‘bazuca’ com arsenal de meio bilião de euros

O BCE tem estado a disparar as balas sem cerimónia e já gastou mais de 30% do ‘envelope’ de 750 mil milhões de euros no programa de emergência. A expetativa é que anuncie hoje um aumento para 1,25 biliões e um prolongar do programa até daqui a um ano, de forma a evitar especulação nos mercados. As novas projeções económicas também estarão sob foco.
Comentários