Página do MAI no Twitter destaca subida do PS nas intenções de voto “depois de Pedrógão Grande e Tancos”

“PS sobe e Costa desce nas intenções de voto depois de Pedrógão Grande e Tancos,” lê-se na conta oficial do Ministério da Administração Interna na rede social Twitter. “Propaganda partidária pura e dura,” critica Miguel Morgado, deputado do PSD.

Cristina Bernardo/Jornal Econímico

O Ministério da Administração Interna (MAI) divulgou uma notícia na rede social Twitter com o seguinte título: “PS sobe e Costa desce nas intenções de voto depois de Pedrógão Grande e Tancos.” Miguel Morgado, deputado do PSD, considera que se trata de “propaganda partidária pura e dura.”

“Isto é da conta oficial de Twitter do MAI. Paga pelos contribuintes e estendendo a doutrina socialista de que o PS é o Estado e o Estado é do PS. Em circunstância normais, o uso destas contas para efeitos de propaganda partidária pura e dura, como está a suceder desde que este Governo entrou em funções, já seria suficiente para fustigar a cultura democrática desta gente,” escreve Morgado na rede social Facebook.

“Mas reparem que esta é a conta do MAI com uma referência direta à tragédia de Pedrogão Grande. Não há margem para equívocos. Depois dos falsos abraços, poses chorosas para as câmaras, encenações várias, fica a certeza de que esta malta só quer saber de sondagens e de manipulação da opinião pública,” conclui.

Entretanto a publicação em causa foi apagada da página do MAI no Twitter.

Recomendadas

Turismo no interior vai receber reforço de investimento de 10 milhões

“A Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior, criada em 2017, tem sido um instrumento fundamental para dinamizar a procura turística nos territórios de baixa densidade”, explica a Secretaria de Estado do Turismo.

Parlamento sueco vai novamente a votos na tentativa de colocar um fim ao impasse político

O país encontra-se sem Governo desde o passado mês de setembro, depois do Parlamento ter rejeitado a eleição de Stefan Lofven enquanto primeiro-ministro e líder da coligação entre Sociais-democratas, Partido do Centro e Democratas-Cristãos.

“Têm todos de sair, não é só a primeira-ministra”, afirma PM da Escócia face à moção de censura de May

”Hoje é um exemplo claro de que o Reino Unido está perante o caos”, escreveu a PM escocesa no Twitter, no dia em que Theresa May enfrenta uma moção de censura.
Comentários