Países lusófonos exportaram menos 14,5% para Macau no primeiro trimestre

Por outro lado, os países lusófonos importaram produtos no valor de apenas 291 mil patacas (30 mil euros), ainda assim um aumento de 276,9%, indicaram as autoridades de Macau.

Os países lusófonos exportaram menos 14,5%, para Macau no primeiro trimestre do ano, em relação a igual período de 2020, divulgou esta quinta-feira a Direção de Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC).

Os países lusófonos exportaram para o antigo território administrado por Portugal mercadorias no valor de 163 milhões de patacas (16,9 milhões de euros), nos primeiros três meses do ano, indicou a DSEC em comunicado.

Por outro lado, os países lusófonos importaram produtos no valor de apenas 291 mil patacas (30 mil euros), ainda assim um aumento de 276,9%, indicaram as autoridades de Macau.

No total, Macau exportou produtos avaliados em 3,46 mil milhões de patacas (357 milhões de euros), um aumento de 15,1%, se comparado com o período homólogo de 2020.

Por outro lado, importou 29,74 mil milhões de patacas (3,07 mil milhões de euros), mais 82,5%, em termos anuais.

O défice da balança comercial até fevereiro do corrente ano cifrou-se em 26,28 mil milhões de patacas (2,72 mil milhões de euros), face às 13,29 mil milhões de patacas (1,37 mil milhões de euros) em relação ao período homólogo de 2020.

No primeiro trimestre, o valor total do comércio externo de mercadorias foi de 33,2 mil milhões de patacas (3,43 mil milhões de euros), mais 72%, do que o registado no mesmo período de 2020.

Ler mais
Recomendadas

Luanda avança com Bolsa de Diamantes de Angola em 2022

Numa abertura que será experimental, a BDA – Bolsa de Diamantes de Angola deverá arrancar no próximo ano, num processo liderado pelas empresas do sector, Sodiam e Endiama, referiu ao Jornal Económico uma fonte do Executivo de Luanda, explicando que o ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, admitiu que a BDA pode vir a cooperar na comercialização de diamantes angolanos com o Antwerp World Diamond Center.

Covid-19: Angola com mais 263 casos e três mortes nas últimas 24 horas

Com os dados hoje divulgados, o país acumula 28.740 infeções por covid-19 desde o início da pandemia, 633 óbitos e 24.717 recuperados.

Cabo Verde regista mais um óbito e 367 infetados em 24 horas

Cabo Verde registou mais 367 novos infetados pelo novo coronavírus e um óbito em São Vicente nas últimas 24 horas, chegando às 230 mortes associados à doença.
Comentários