Pfizer vai fornecer mais 50 milhões de vacinas à União Europeia até junho (com áudio)

Bruxelas anunciou hoje que o fornecimento de mais de 50 milhões de vacinas da Pfizer, depois da Johnson & Johnson ter suspendido o seu fornecimento. 30 mil vacinas deveriam ter chegado hoje a Portugal.

A Pfizer/BionNTech vai fornecer mais 50 milhões de vacinas aos países da União Europeia até junho, anunciou hoje a Comissão Europeia.

A notícia chega depois da Johnson & Johnson ter suspendido o seu fornecimento após as autoridades norte-americanas terem decidido suspender o uso desta vacina, depois de seis pessoas terem desenvolvido coágulos sanguíneos após a toma da vacina. A empresa norte-americana deveria entregar na UE cerca de 55 milhões de vacinas até ao final de junho.

Esta nova remessa vai juntar-se aos 200 milhões de vacinas que a empresa tinha acordado entregar até junho. De janeiro a março, a companhia norte-americana forneceu um total de 66 milhões de doses à União Europeia.

“Hoje alcançámos 100 milhões de vacinações na União Europeia. Estamos também a acelerar a entrega de vacinas. Não estamos a poupar esforços para assegurar que os europeus possam ser vacinados o mais rápido possível”, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, esta quarta-feira, 14 de abril.

As autoridades dos Estados Unidos anunciaram na terça-feira a suspensão do uso da vacina da Johnson & Johnson nos centros federais de vacinação. Para os centros estaduais de vacinação, as autoridades fizeram uma recomendação para suspender o processo.

O primeiro lote de vacinas da subsidiária farmacêutica Janssen da Johnson & Johnson deveria ter chegado hoje a Portugal num total de 30 mil vacinas únicas.

Quase sete milhões de doses já foram administradas nos EUA, mas houve seis casos em que foram desenvolvidos raros coágulos sanguíneos nos indivíduos após receberem a vacina. “Neste momento, os eventos adversos parecem ser extremamente raros”, disse ontem a FDA, regulador do medicamento norte-americano, em comunicado.

Estados Unidos suspendem vacina da Johnson & Johnson. Portugal recebe 30 mil doses amanhã

Ler mais

Relacionadas

Coágulos sanguíneos. Johnson & Johnson adia entrega das vacinas na Europa

A decisão surge depois de as autoridades do medicamento norte-americanas terem suspendido a vacinação com o fármaco desenvolvido pela Janssen.

Vacina da J&J: Temido diz que é importante avaliar as vantagens “face a eventuais riscos” (com áudio)

As autoridades dos EUA recomendaram hoje a suspensão da vacina da Johnson & Johnson por terem sido detetados coágulos no sangue de seis mulheres.

Estados Unidos suspendem vacina da Johnson & Johnson. Portugal recebe 30 mil doses amanhã

Quase sete milhões de doses já foram administradas nos EUA, mas houve seis casos em que foram desenvolvidos raros coágulos sanguíneos nos indivíduos após receberem a vacina.

Portugal vai receber 30 mil vacinas da Johnson & Johnson na quarta-feira (com áudio)

A vacina desenvolvida pela Johnson & Johnson distingue-se das restantes por ser de uma única dose, podendo ainda ser armazenada por um período de três meses num frigorífico regular, facilitando o transporte e distribuição.
Recomendadas

Confederação do Turismo: abertura do corredor turístico com Reino Unido é “ótima notícia”

Questionado se está preocupado que a forte afluência de turistas nesta fase possa fazer aumentar o número de novas infeções por covid-19, o presidente da CTP afirmou que não, sustentando que tal se deve ao facto de “todos os turistas, sem exceção,” terem de apresentar “um teste negativo realizado nas 48 horas anteriores” a desembarcarem em qualquer um dos aeroportos nacionais.

Portugal recebe 55,5 milhões de euros de Fundo de Solidariedade da UE após novo aval do PE

Em causa está um ‘bolo’ total de 484,2 milhões de euros do Fundo de Solidariedade da União Europeia para ajudar regiões europeias atingidas por catástrofes, dos quais 397,5 milhões de euros se destinam a 17 países da UE e três países candidatos para enfrentarem a Covid-19.

Merlin vai investir 150 milhões de euros na plataforma logística de Castanheira do Ribatejo

Na cerimónia de inauguração deste emprendimento logístico, que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, o CEO da Merlin Properties revelou que o grupo dispõe de um total de ativos sob gestão que já ascendem a cerca de 12 mil milhões de euros, gerando um rendimento anual de cerca de 500 milhões de euros
Comentários