Pingo Doce lança alerta para SMS com campanha fraudulenta

Alerta está à chegar aos detentores de cartões de desconto Poupa Mais, apesar de a empresa garantir que a sua base de dados não foi alvo de acesso indevido. SMS fraudulenta inclui um link que pede dados pessoais e bancários.

O Pingo Doce está a alertar os detentores do cartão de descontos Poupa Mais para uma campanha fraudulenta de SMS que está a ser enviada para um número indeterminado de pessoas às quais são pedidos dados pessoais e bancários. A empresa do grupo Jerónimo Martins garante, no entanto, que “não foi  alvo de acesso indevido à sua base de dados de clientes”, pelo que as mensagens estarão a chegar tanto a clientes da cadeia de supermercados como a outros.

Na mensagem que está a ser enviada aos clientes é reproduzida a SMS em causa e lançado um alerta: “Se recebeu uma SMS semelhante a esta em nome do Pingo Doce com referência a um sorteio ou concurso, não clique no link e apague a mensagem. Trata-se de uma campanha fraudulenta.”

O Pingo Doce explica que a campanha fraudulenta “pretende aliciar o utilizador a clicar no link da mensagem, para fornecer dados pessoais (nome, morada, número de identificação fiscal, entre outros) e dados bancários numa página de internet falsa em nome do Pingo Doce, dando assim credibilidade à fraude”. E realça que a empresa não solicita dados pessoais e bancários através do SMS, apelando a que em caso de dúvida não forneçam esse tipo de informações e contactem o serviço de cliente através do número de telefone 808 204 545.

Recomendadas

Como alternar automaticamente entre os modos claro e escuro no Windows 10

Aprenda a programar o Windows para alternar automaticamente entre o modos de visualização escuro e claro consoante a hora.

Regimes de casamento: que diferença fazem nas finanças do casal?

O regime de bens que se escolhe no âmbito do casamento influencia as finanças de um casal, em particular na hora de solicitar um empréstimo. Também em situação de divórcio há consequências distintas no crédito consoante o regime de bens adotado.

PremiumDireção Geral de Saúde desaconselha tabaco eletrónico

Direção Geral de Saúde associa substâncias utilizadas nos líquidos do tabaco eletrónico a doenças pulmonares, remetendo para futuras medidas de Bruxelas. Do lado contrário, estão empresas como a Nerudia, que emprega cerca de 370 pessoas.
Comentários