Plataforma MEGA disponibilizou 6 milhões de vouchers para manuais escolares

O Ministério da Educação anunciou esta quinta-feira que o processo dos manuais escolares para o ano letivo 2021/2022 está praticamente concluído.

O Ministério da Educação anunciou esta quinta-feira, 23 de setembro, terem sido emitidos cerca de seis milhões de vouchers através da plataforma MEGA. A tutela dá como praticamente encerrado o processo dos manuais escolares para o ano letivo 2021/2022, prevendo-se que as movimentações que ainda ocorram, por parte das escolas, “sejam muito residuais”.

“A percentagem de resgates é já de cerca de 80%, o que significa que a esmagadora maioria dos encarregados de educação e/ou alunos levantaram os manuais disponibilizados gratuitamente pelo Ministério da Educação”, afirma o Ministério liderado por Tiago Brandão Rodrigues em comunicado enviado às redações.

O processo de disponibilização de manuais escolares gratuitos decorreu, pelo terceiro ano consecutivo, através da plataforma MEGA, envolvendo cerca de 1 milhão de alunos e respetivas famílias.

Os manuais novos são levantados na livraria aderente que cada família escolha, ao passo que os manuais reutilizados, cujos vouchers são atribuídos aleatoriamente pela plataforma, são levantados na escola que o aluno frequenta.

Recomendadas

NOVA impACT! Challenges entra na fase de seleção

As soluções podem ser variadas, incluindo aplicações, ferramentas informáticas, dispositivos físicos ou um plano de negócios. Têm é que estar alinhadas com pelo menos um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.
Universidade Aveiro

Colocados 9.154 alunos na segunda fase de acesso ao ensino superior. Veja aqui se entrou

Apresentaram-se a concurso 22953 candidatos nesta segunda fase, que tinham disponíveis 11649 vagas, às quais acresceram 1857 vagas libertadas por candidatos colocados e matriculados na primeira fase que foram agora colocados.

PremiumEnsino superior: mais verbas para ação social e alojamento

Reforço do valor das bolsas a atribuir a estudantes de mestrado e aumento do número de camas para os estudantes deslocados são as principais novidades para o ensino superior e a ciência.
Comentários