Polícia britânica diz que ataque na linha férrea está relacionado com Brexit

“Da nossa perspetiva inicial, estará relacionado com o Brexit”, afirmou a polícia britânica dos transportes.

A polícia britânica disse esta terça-feira que estava a investigar duas tentativas de sabotagem às linhas férreas. As autoridades acreditam que as ações foram deliberadas e podem estar relacionadas com a saída do Reino Unido da União Europeia.

Os engenhos foram encontrados por trabalhadores dos caminhos de ferro, na estação Central de Inglaterra, no dia 21 de março e foram encontrados, novamente, seis dias depois, a 27 de março. A polícia anunciou que os engenhos falharam na perturbação da linha.

“Isto foi uma tentativa séria e deliberada de causar sabotagem e de perturbar o serviço férreo britânico”, afirmou Sean O’Callaghan da Polícia Britânica de Transportes. “Estamos a tentar perceber porque razão alguém iria colocar a sua vida em risco para colocar estes materiais numa linha ativa. Ainda assim, da nossa perspetiva inicial, estará relacionado com o Brexit”, continuou no comunicado.

Sean O’Callaghan disse que a intenção foi apenas de atrasar o serviço em vez de causar danos na infraestrutura da linha de comboios.

Recomendadas

Reino Unido e Austrália fecham primeiro acordo comercial pós-Brexit

É o primeiro acordo britânico de larga espectro na fase pós-Brexit. Mas, internamente, alguns produtores estão receosos dos baixos preços de alguns produtos australianos. Entretanto, o comércio com a União Europeia está em queda livre.

China considera “caluniosa” afirmação da NATO sobre ameaças ao Ocidente

A missão de Pequim na União Europeia teve uma resposta enérgica ao comunicado da NATO, afirmando que o Presidente Joe Biden mostra uma “mentalidade de guerra fria”.

Desvio de avião para a Bielorrússia: CEO da Ryanair afirma que piloto foi forçado a aterrar em Minsk

Ao parlamento britânico, O’Leary apontou que o controlo de tráfego aéreo em Minsk comunicou com o piloto uma “ameaça credível de que se a aeronave entrasse no espaço aéreo da Lituânia ou tentasse pousar no aeroporto de Vilnius seria detonada a bomba que estava a bordo”.
Comentários