Porto de Leixões bate recorde de passageiros de cruzeiro

O porto de Leixões recebe hoje três navios de cruzeiros, dos quais dois são escalas inaugurais.

Segundo um comunicado da APDL – Administração dos Portos do Douro e de Leixões, a chegada destes três navios representa uma totalidade de cerca de cinco mil passageiros e mais de 2 mil tripulantes, “estabelecendo, assim, o primeiro recorde do ano num só dia”.

O navio Marina, da Oceania Cruises Universal, é proveniente de El Ferrol e tem Lisboa como destino.

Por sua vez, o Koningsdam, da Holland America Line e o Midnatsol, da Hurtigruten marcam a escala inaugural no porto de Leixões e rumam de La Coruña até Lisboa.

“É com muita satisfação que recebemos hoje três grandes navios. Desde o início do ano acolhemos já 64 escalas de cruzeiros, dos quais seis foram escalas inaugurais, pelo que se advinha que 2016 seja um ano excelente para a atividade de cruzeiros do porto de Leixões” afirma Helena Gomes Fernandes, diretora comercial da APDL.

O porto de Leixões tem registado um forte incremento na atividade de cruzeiros, fruto dos investimentos realizados, em particular no novo terminal de passageiros, e da aposta na promoção deste porto junto de companhias de cruzeiros de todo o mundo.

Recomendadas

Angola e Zâmbia assinam memorando para a construção de pipeline multiprodutos

Segunda-feira, 19 de abril, será assinado em Luanda o memorando de entendimento sobre uma das mais importantes infraestruturas que vão ser construídas em Angola, a partir do porto de Lobito, na província de Benguela, para fazer chegar até à Zâmbia, um pipeline multiuso para transporte de produtos energéticos e combustíveis.

Fundos podem ser “empurrão” europeu para o futuro das cidades

Sempre com a sustentabilidade na mira, a Comissão Europeia pretende promover, como parte da recuperação pós-pandemia, alterações para melhorar a qualidade e condições de vida das populações urbanas.

Patrões defendem que Estado deve recorrer ao BEI para reestruturar dívida das empresas

Em entrevista à “Antena 1/Jornal de Negócios”, António Saraiva revelou que a CIP vai apresentar um pacote de medidas ao Governo nos próximos 15 dias para apoiar as empresas depois do fim das moratórias em setembro.
Comentários