Porto Santo recebe conferência sobre democracia cultural com presença de filósofos Jacques Rancière e Chantal Mouffe

A conferência realiza-se entre 27 e 28 de abril em formato híbrido.

O Porto Santo recebe a 27 e 28 de abril a conferência “Da democratização à democracia cultural: repensar instituições e práticas”, inserida no âmbito da presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, a convite do Ministério da Cultura e em colaboração com o Governo Regional da Madeira e a Associação de Promoção da Madeira, o Plano Nacional das Artes, em articulação com o GEPAC. Entre os convidados estão os filósofos Jacques Rancière e Chantal Mouffe.

A conferência tem ainda como convidados: a especialista na relação entre as artes e a educação, Maria Acaso;  personalidades ligadas à reflexão sobre as instituições culturais pós-colonialistas e inclusivas, Wayne Modest e Maria Lind; e ainda Tânia Bruguera.

O evento, que será realizado em formato híbrido, tem por objetivo debater o significado de democracia cultural, e “transformar a periferia insular num centro de reflexão e de irradiação de políticas culturais para a Europa”.

No encerramento da conferência será apresentada a “Carta de Porto Santo”, um documento orientador que vai conter “princípios e recomendações que promovam uma cidadania cultural plena, e que resulta de um processo participativo, a decorrer desde o início de março, recolhendo os contributos de encontros com representantes dos Estados Membros da União Europeia e de redes e organizações artísticas e culturais não-governamentais europeias”.

Na semana anterior a esta conferência o Plano Nacional das Artes organizará, no Porto Santo, uma ação de formação para docentes, mediadores e agentes culturais sobre o tema “Educação e democracia cultural”, que está inserida no projeto “Escola de Porto Santo”, uma parceria do Plano Nacional das Artes com o Governo Regional, o Município do Porto Santo e a Associação Porta 33.

Existe ainda o propósito de adaptar uma escola do primeiro ciclo, desenhada pelo arquiteto modernista Raúl Chorão Ramalho, a sede de pensamento e de residências artísticas, com impacto na comunidade local. “A Conferência do Porto Santo é mais um passo na implementação desta medida da estratégia do Plano Nacional das Artes: é o início da constituição do anunciado Grupo de trabalho, sediado na Escola do Porto Santo, para debater, com regularidade, políticas culturais e educativas”, refere a organização.

Ler mais
Recomendadas

Ecossistema “virtuoso” e talento qualificado fazem de Portugal destino atrativo para as ‘big tech’

Para a Amazon, Google, Microsoft, Nokia e Talkdesk a mão de obra qualificada em Portugal tem se tornado num factor atrativo para as grandes tecnológicas, factor que se alia ao ecossistema tecnológico “e virtuoso” e posicionamento geográfico “favorável”.

Dia da Terra: Desafios e Soluções para um Planeta em Risco. Assista ao webinar

O webinar #4 Our Future foi promovido pela organização não-governamental Business as Nature (BasN) e pela Associação de Gestão de Resíduos Electrão e tem o Jornal Económico como media partner.

Agravamento das desigualdades sociais e fraco investimento são principais entraves no rumo à sustentabilidade

O presidente do Conselho Nacional de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e antiga presidente da Liga para a Protecção da Natureza apontaram estes dois factores como elementos essenciais no rumo à descarbonização e sustentabilidade durante o webinar #4OurFuture, organizado pela BasN e do qual o Jornal Económico foi ‘media partner’.
Comentários