PremiumPortugal com criação líquida de emprego em todas as áreas

Os empregadores tencionam aumentar as contratações no segundo trimestre de 2019 em todo o país, revela estudo do ManpowerGroup.

Os tempos continuam de feição para quem procura emprego. Segundo o “ManpowerGroup Employment Outlook Survey” para o segundo trimestre de 2019 a que O Jornal Económico teve acesso, o emprego líquido deverá crescer 13%, o que significa que a diferença entre o número de postos de trabalho eliminados por via de uma restruturação ou da perda de relevo de um negócio, e os empregos criados por via do aumento do dinamismo da empresa é claramente favorável aos segundos. O emprego não só se renova como continua a crescer.

Este quadro de prosperidade ultrapassa em quatro pontos percentuais as estimativas feitas para o primeiro trimestre de 2019. No entanto, se comparado com o período homólogo de 2018 deixa à mostra uma desaceleração de um ponto percentual face ao período homólogo de 2018. É um sinal tímido que se, por um lado, mostra que o mercado de trabalho continua bastante forte e dinâmico, por outro, confirma a desaceleração em curso na economia portuguesa.

O estudo do ManpowerGroup recolhe as intenções de contratação de 60 mil empregadores em 44 países. Portugal está entre eles, com 16% das suas empresas a revelar intenções de contratação entre abril e junho. Mais. Em todas as cinco regiões – Norte, Grande Porto, Centro, Grande Lisboa e Sul – os empregadores antecipam emprego líquido positivo.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Fim do regime de pensões para desempregados de longa duração: Vieira da Silva discorda da OCDE

Ministro do Trabalho reagiu à recomendação da OCDE de que Portugal deveria eliminar o atual regime através do qual se pode aceder à reforma antecipada em situações de desemprego de longa duração, depois de esgotado o período inicial do subsídio de desemprego.

Está desempregado? Estágios do IEFP arrancam hoje (saiba como pode candidatar-se)

O primeiro período de candidaturas aos Estágios Profissionais do IEFP deste ano arranca esta quarta-feira e deverá terminar em julho.

Desemprego é a principal causa das dificuldades financeiras das famílias portuguesas (parte 2)

O desempregado tem de apresentar-se no centro de emprego sempre que isso lhe seja solicitado. Além disso, não poderá desobedecer ao plano pessoal de emprego que for definido em conjunto com o centro de emprego, e que lhe permitirá orientar-se na procura ativa de trabalho.

Campeões do desemprego: sugestões de melhoria baseadas num caso inspirador

Parecem haver questões estruturais que prejudicam o desempenho do mercado de trabalho regional e temos o sinal de que uma restruturação já devia ter sido feita.
Recomendadas

Combustíveis. Preço da gasolina desce e gasóleo fica inalterado

A gasolina desce e o gasóleo fica inalterado nos postos de combustível nacionais na próxima semana, depois dos fortes recuos que tiveram lugar esta semana.

Isenção automática de IMI chegou este ano a 1,17 milhões de pessoas

Em causa está um benefício que é atribuído de forma automática pela Autoridade Tributária e Aduaneira aos proprietários de imóveis de valor patrimonial inferior a 66.500 euros e com agregados familiares cujo rendimento bruto anual não exceda 2,3 indexantes de apoios sociais, ou seja, 15.295 euros (475 euros x 14 meses x 2,3 IAS).

Sabe o que é o atestado médico de incapacidade multiuso?

Informamos sobre este documento e sobre como requerê-lo.
Comentários