Portugal e Espanha estudam parceria no turismo para a América Latina

Numa iniciativa inédita, as Secretárias de Estado do Turismo de Portugal e de Espanha, juntamente com o vice-ministro do Peru, reuniram-se para debater a recuperação da confiança.

Numa iniciativa inédita, as Secretárias de Estado do Turismo de Portugal e de Espanha, juntamente com o vice-ministro do Peru, reuniram-se a convite do Instituto para a Promoção da América Latina e Caraíbas (IPDAL), para debater a recuperação da confiança nos seus respetivos destinos.

O XII Fórum do Turismo ‘Portugal – América Latina’, que contou com o apoio da Deloitte, da Universidade Europeia, do BPI e da COSEC, reuniu as propostas de Rita Marques, de Isabel Oliver e de Guillermo Cortés, para que os três países mantenham o turismo como prioridade económica.

As governantes de Espanha e Portugal revelaram que se encontram a estudar protocolos de entendimento e ações conjuntas, que permitam captar mais turistas dos principais mercados emissores. O representante do executivo peruano confirmou que Portugal ainda não é um destino conhecido no seu país e que a falta de ligações aéreas diretas continua a ser um dos principais obstáculos.

O  Fórum  decorreu  online esta quarta-feira  e  foi  dedicado  ao  tema  ‘Recuperar  a Confiança’. Foram apresentadas propostas para reanimar a indústria do turismo, neste período de  emergência,  a  partir  da  perspetiva  do  viajante;  do  passageiro  de  transporte  aéreo;  do empresário; do destino turístico, a nível nacional e europeu, bem como da próxima geração de profissionais.

O debate contou ainda com a participação de Cláudia Monteiro de Aguiar, Deputada ao Parlamento Europeu, Pedro Costa Ferreira, Presidente da a Associação Portuguesa dos Agentes de Viagens e Turismo (APAVT), Antónia Correia, Diretora da Faculdade de Tourism and Hospitality da Universidade Europeia, Manuela Barber, Country Manager da Iberia em Portugal, Pedro Coelho, Diretor Central do Banco BPI, e Sara Poeiras, Diretora da COSEC.

Assistiram ao Fórum os Embaixadores da América Latina e de Espanha, tal como dezenas de empresas – as principais companhias aéreas a operar em Portugal, grupos hoteleiros, agentes de viagens e tour operadores – e associações do setor, como a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) e a Associação da Hotelaria de Portugal (AHP).

O Instituto para a Promoção da América Latina e Caraíbas (IPDAL) é uma organização sem fins lucrativos que se dedica a promover a América Latina em Portugal e Portugal na América Latina, nomeadamente através da diplomacia económica e da diplomacia pública.

Fazem parte do IPDAL todas as embaixadas latino-americanas acreditadas junto do governo português, empresas, associações, universidades, entre outros. O IPDAL foi criado em 2006 e dedica-se a atividades institucionais, empresariais, institucionais e culturais.

Ler mais

Recomendadas

OE2021: Aprovada proposta para pagamento em prestações de IVA e IRC até 15 mil euros

A medida aplica-se apenas a tributos cujo valor no momento do requerimento e a pagar em prestações seja inferior a 15.000 euros.

Aprovada proposta que remete concurso do ‘IVAucher’ para fiscalização à posteriori do TdC

Em causa está um mecanismo, apelidado de ‘IVAucher’, que permite ao consumidor final acumular o valor correspondente à totalidade do IVA suportado em consumos nos setores do alojamento, cultura e restauração, durante um período (12 semanas) e utilizar esse valor, durante as 12 semanas seguintes, em consumos nesses mesmos setores.

Receita fiscal do Estado com quebra homóloga de 2,8 mil milhões até outubro

Esta evolução da receita fiscal líquida acumulada do subsetor Estado, assinala a DGO, reflete de forma evidente os efeitos da pandemia de covid-19.
Comentários