Pneumonia: Várias regiões portuguesas com as taxas mais elevadas de mortalidade na Europa

Portugal encontra-se em destaque no mapa elaborado pelo Eurostat, com várias regiões portuguesas a registarem as taxas mais elevadas de mortalidade associadas à pneumonia em 2016.

Esta terça-feira, 12 de novembro, assinala-se o Dia Mundial da Pneumonia e o Eurostat, gabinete estatístico europeu, compilou informações sobre o impacto da pneumonia nas regiões europeias.

Em 2016, 131.450 pessoas morreram desta doença apenas na União Europeia. Este valor representa quase 3% de todas as mortes nesse mesmo ano. Numa média de três anos, a taxa de mortalidade por pneumonia registou 26 mortes por cada 100 mil habitantes europeus em 2016.

Portugal encontra-se em destaque no mapa elaborado pelo Eurostat, com quase todo o país com níveis elevados de morte devido a esta doença. Em 2016, a Região Autónoma da Madeira registou 208 mortes enquanto a Região Autónoma dos Açores registou 85 mortes nas ilhas. Por sua vez, o Algarve registou 64 mortes por pneumonia em 2016, seguindo-se a zona Centro com 63 mortes e o Alentejo com 62 mortes.

Fonte: Eurostat

A Polónia também destaca um dos maiores níveis de mortes por pneumonia. Na região de Mazowieckie verificaram-se 71 mortes em 2015, enquanto em Lódzkie se verificou 63 mortes no mesmo ano e em Pomorskie registaram-se 63 mortes em 2016.

Também o Reino Unido observou uma das taxas de mortalidade mais elevadas. East Wales registou 70 mortes em 2016, enquanto West Wales e The Valleys registam 66 mortes e Lancashire verificou 62 mortes no mesmo ano.

Contrariamente, as taxas de mortalidades menos elevadas devido à pneumonia foram verificadas em Helsínquia, na Finlândia, com uma morte em 100 mil habitantes. Etelä-Suomi e Pohjois registaram três mortes, enquanto Länsi-Suomi registou quatro mortes em 2016.

Ler mais
Recomendadas

Espiões russos usaram os Alpes franceses como base para ataques em vários países

Os agentes suspeitos do homicídio de Sergei Skripal no Reino Unido em 2018 passaram por esta região. No total, passaram pelos Alpes 15 operacionais da unidade 29155 da agência de espionagem russa GRU.

Cidade versus campo: Tribunal francês dá razão a 60 patos considerados “barulhentos”

O vizinho argumentou que não conseguia dormir com as janelas abertas, mas o tribunal considerou que estavam asseguradas as devidas distâncias entre as duas propriedades.

FMI aprova segunda fase do programa de Angola e ‘dá’ 222 milhões de euros

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou hoje o pagamento de 247 milhões de dólares a Angola, no seguimento da aprovação da segunda avaliação do programa de ajustamento financeiro, num total de 3,7 mil milhões de dólares.
Comentários