Portugal Venture Capital investiu mais de 320 milhões em Portugal na última década

O Portugal Venture Capital Initiative tem ainda 50 milhões de euros disponíveis para investimentos na economia nacional até 2020.

Um investimento de mais de 320 milhões de euros e um contributo para apoiar mais de 6 mil postos de trabalho, são os principais números do ciclo de 10 anos de atividade na economia portuguesa do Portugal Venture Capital Initiative (PVCi),

O PVCi é um programa de investimento em private equity e venture capital estabelecido entre o Fundo Europeu de Investimento e o Governo de Portugal, BPI, Novo Banco, Millenium BCP, Montepio, CaixaGest, Bankinter, Santander, Fidelidade, Octante, Fundação Calouste Gulbenkian e PME Investimentos.

Esta aposta em Portugal, concretizou-se através do investimento de sete fundos que investiram em 50 empresas, localizadas em sete distritos, sendo que, em média, uma empresa apoiada pela PVCi duplicou o número de funcionários durante os dois primeiros anos após o primeiro investimento.

Em jeito de balanço desta década de investimento, o chairman do PVCi e Diretor do FEI, John Holloway, salientou que “o PVCi foi uma ferramenta política fundamental não só para ajudar a construir o mercado de PE / VC como o conhecemos em Portugal, mas também para financiar muitas PME portuguesas, mesmo durante o crise”. Em seu entender, o PVCi marcou presença “quando poucos estavam dispostos a arriscar e investir em Portugal”, e agora, “chegou o momento de apresentar resultados e começar a trabalhar no próximo programa, apoiar startups e empreendedores portugueses e realizar os seus sonhos”.

Nesta celebração do 10 anos do PVCi, realizado ontem, quinta-feira, em Lisboa, marcaram presença o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, a vice-presidente do Banco Europeu de Investimento, Emma Navarro, o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, o chief executive do Fundo Europeu de Investimento, Pier Luigi Gilibert e o chairman do PVCI, John Holloway.

Relacionadas

Governo aprova Fundo de Fundos para a Internacionalização com capital de 100 milhões

“A constituição deste Fundo resulta de uma necessidade há muito identificada pelas empresas nacionais, procurando aumentar o investimento nas empresas portuguesas e potenciar as suas exportações”, explica o Executivo.

‘Business angels’ portugueses tendem a investir em grupo nas startups

Em entrevista ao Jornal Económico, Hugo Gonçalves Pereira, membro da direção da Associação Portuguesa de Business Angels, disse que as startups apoiadas pelo fundo Shilling Capital Partners, do qual faz parte, já criaram aproximadamente 500 postos de trabalho.
Recomendadas

STCP vai fechar o ano com 50 autocarros novos

Estes autocarros fazem parte de um pacote de renovação da frota da empresa que passou pela aquisição, em curso, de um total de 188 autocarros, que irão entrar todos em funcionamento até meados de 2020, num investimento previsto de cerca de 92 milhões de euros.

Primark estende programa de algodão sustentável ao Paquistão

Segundo esta cadeia, 4,4 milhões de pijamas de algodão da Primark fabricados com algodão de origem sustentável foram vendidos no primeiro ano desta iniciativa.

“Crescimento da Mercadona virá de Portugal”, assume presidente do grupo

O líder da distribuição em Espanha está a atingir o limite máximo de lojas no país vizinho e optou por Portugal para ser a primeira experiência de internacionalização e para continuar a expandir-se.
Comentários