Portuguesa Pagaqui lança carteira digital

A aplicação “Qui” pretende facilitar o processo de pagamento de serviços, permitir transferências entre contactos, fazer compras online e levantar dinheiro em ATM.

A empresa de pagamentos Pagaqui lançou oficialmente a sua carteira digital (não bancária), designada “Qui”. A aplicação móvel permite enviar e receber dinheiro dos contactos dos utilizadores, fazer transferências através do número de telefone, pagar serviços, comprar online e levantar dinheiro em qualquer ATM.

A Pagaqui – que inicialmente operava apenas nas lojas e quiosques, onde os clientes podiam pagar a conta do telefone, por exemplo – assume-se agora como uma fintech, mantendo a possibilidade de carregar os títulos de transporte (passes), pagar os serviços de televisão por streaming, obter vales da Playstation, entre outros produtos por mensalidade/subscrição.

“O registo e abertura de conta são realizados em poucos minutos, o que nos distingue da concorrência uma vez que não somos um banco. A abertura de conta da Qui é realizada com a máxima segurança, junto da Pecunia Cards, instituição de moeda eletrónica autorizada e registada pelo Banco Central de Espanha [registada junto do Banco de Portugal com a referência IF 7743]”, explica, João Barros, CEO da Pagaqui.

Em entrevista ao Jornal Económico, João Barros já tinha anunciado que a empresa iria ter uma “wallet”. A “Qui – Carteira Digital” está disponível nos sistemas operativos Android e iOS, não tem taxas de transferências e de manutenção de conta, mas o utilizador tem de associar um cartão Visa pré-pago com o carregamento mínimo de 10 euros. “Tem apenas um custo de 10 euros por ano, que é oferecido no primeiro ano de utilização, com todas as despesas incluídas e inclui a anuidade do cartão bancário”, acrescenta o diretor-executivo da Pagaqui.

No final de agosto, a empresa entrou no mercado das moedas virtuais, através de uma parceria com a startup espanhola Bitnovo. Assim, passou a ser possível comprar vouchers de 20 euros a 250 euros (da Bitnovo) para adquirir criptomoedas Bitcoin ou Ethereum, por exemplo, nos pontos de venda que a Pagaqui tem em Portugal.

Recomendadas

Desafios aos quais as organizações devem responder

É importante que os líderes atuem como agentes de mudança e articulem claramente as vantagens para a elevada satisfação no trabalho, incluindo a formação das chefias nas suas responsabilidades essenciais.

“Mercados em Ação”. “Vitória de Joe Biden nos EUA vai ajudar muito a EDP”

Na última edição do programa “Mercados em Ação”, da plataforma multimédia JE TV, Miguel Gomes da Silva, head of treasury and trading do Montepio, analisou os desafios do novo CEO da EDP, Miguel Stilwell, escolhido esta semana para gerir os destinos da elétrica até 2023.

“Mercados em Ação”. “Galp está a transformar-se. Fecho da refinaria de Matosinhos foi um exemplo”

Futuro da Galp e os desafios do seu novo CEO, Andy Brown, foram temas abordados na última edição do programa “Mercados em Ação”, da plataforma multimédia JE TV, Miguel Gomes da Silva, head of treasury and trading do Montepio.
Comentários