Portuguesa vence melhor tese de doutoramento da Europa

Margarida Carvalho é a primeira portuguesa a ser distinguida com o EURO Doctoral Dissertation Award na área de investigação operacional.

Margarida Carvalho foi orientada por João Pedro Pedroso e Andrea Lodi, no âmbito do doutoramento em Ciências dos Computadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP). A tese intitula-se “Computation of equilibria on integer programming games” e cruza duas áreas científicas: otimização combinatória e teoria dos jogos.

A tese desenvolve resultados matemáticos que mostram como a teoria pode ser útil na prática. As conclusões têm um potencial prático no âmbito da saúde, com aplicações em casos de transplante renal.

Pela primeira vez foi formulado um jogo para modelar programas de trocas de rins envolvendo hospitais de vários países. “O que conseguimos concluir foi que o jogo tem boas propriedades do ponto de vista do bem-estar social. Quer isto dizer que quando as entidades se comportam de forma mais racional, ou seja, concentrando-se apenas no seu benefício individual, o número de pacientes com insuficiência renal que recebe um transplante é maximizado”, explica Margarida Carvalho, antiga colaboradora do INESC TEC, agora docente na Universidade de Montreal, Canadá.

O INESC TEC explica que existem outras aplicações para os modelos desenvolvidos. “A grande vantagem do modelo proposto pela investigadora portuguesa está na combinação de uma área que permite aumentar o coeficiente de otimização de uma empresa, como é a otimização combinatória, mas ao mesmo tempo conseguir prever respostas da concorrência, como é a área da teoria dos jogos.”

O EURO Doctoral Dissertation Award, lançado em 2003, distingue contribuições de estudantes de doutoramento ou cientistas que tenham menos de dois anos de experiência desde a conclusão do doutoramento na área da investigação operacional.