“Posso almoçar com o administrador de um concorrente?”. Cuatrecasas analisa política sancionatória da Concorrência com empresas

A sociedade de advogados ibérica organiza esta terça-feira (8 de outubro) um pequeno-almoço cujos principais destinatários são responsáveis de empresas e de departamentos jurídicos.

 

A Cuatrecasas organiza esta terça-feira, 8 de outubro, um pequeno-almoço executivo cujo moe é a recente atividade da Autoridade da Concorrência (AdC) ao nível da política sancionatória, que levou, nos últimos meses, à condenação de empresas, administradores e diretores ao pagamento de coimas superiores a 350 milhões de euros.

A formação da sociedade de advogados ibérica tem início às 9h00, no escritório de Lisboa, e conta com as intervenções de Pedro Marques Bom, Luís Bordalo e Sá e Bruno de Zêzere Barradas. O objetivo é alertar as empresas das formas de prevenção e reação que podem ser desenvolvidas.

“Em alguns casos, as coimas aplicadas encontram-se perto do máximo legal de 10% do volume de negócios anual das empresas e foram as mais elevadas de sempre em Portugal desde a criação da AdC”, lembra a firma.

Entre os temas e conteúdos programáticos estão: enforcement; compliance; cálculo e antecipação da coima; troca de informação comercial sensível entre concorrentes (“Cartel por troca de informação? Posso almoçar com o administrador ou diretor de um concorrente?”); fixação direta ou indireta de preços (“Preços recomendados, descontos e monitorização; agressividade comercial ou infração?”).

Recomendadas

Justiça ‘reality show’

Do que aqui se trata não é da questão da violação do segredo de justiça: essa existe, todos sabemos. Aquilo a que me refiro é a processos que fruto da inércia investigatória das autoridades, acidental ou propositada, podem ser licitamente acedidos e divulgados.

MB-Advogados: “Área fiscal pode ter grande relevo porque os contribuintes estão mais atentos”

A sociedade de advogados é dirigida por João Paulo Marques e Hugo Ricardo Barradas, apresenta uma oferta transversal de serviços em várias áreas da advocacia como: contencioso; reestruturação e insolvência; direito societário; fiscal; imobiliário; laboral; propriedade material e tecnologia; e direito do desporto.

Garrigues assessora Apax na aquisição da GNB Vida

A equipa da Garrigues foi liderada por Mário Lino Dias, com a participação de José de Seabra Marcão e Inês Freire de Andrade.
Comentários