Preços das casas em Braga, Amadora e Gaia disparam mais de 20%

Os preços das casas não estão a subir somente em Lisboa e no Porto. Outras cidades portuguesas também também estão a sofrer subidas de dois dígitos nos preços das habitações.

Os preços das casas em Braga, Amadora e Vila Nova de Gaia dispararam mais de 20% no terceiro trimestre de 2019 face a período homólogo, segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta quarta-feira.

Entre as cidades com mais de 100 mil habitantes registaram-se aumentos em Braga (22,6% para 923 euros por metro quadrado), Amadora (22,1%), Vila Nova de Gaia (20,3%), Porto (18,2%) e Lisboa (11,4%).

As cidades com os preços mais elevados em Portugal são: Lisboa (3 205 €/m2), Cascais (2 529 €/m2), Oeiras (2211 €/m2), Loulé (2 089 €/m2), Albufeira (1 894 €/m2), Lagos (1 875 €/m2), Tavira (1 804 €/m2), Porto (1 802 €/m2), Odivelas (1 718 €/m2), Lagoa (1 662 €/m2), Loures (1 578 €/m2), Funchal (1 551 €/m2), Vila Real de Santo António (1 547 €/m2), Aljezur (1 535 €/m2) e Faro (1 532 €/m2).

Recomendadas

PremiumOrçamento de longo prazo da União Europeia continua num impasse

Líderes europeus discutem em Bruxelas a dotação de verbas do próximo quadro plurianual, mas ‘Amigos da Coesão’ e ‘contribuintes líquidos’ só concordam em discordar da proposta apresentada por Charles Michel.

Covid-19: Economia da China poderá retomar normalidade no segundo trimestre, diz diretora do FMI

Segundo a diretora-geral do FMI, em janeiro foi projetado “um crescimento global de 2,9%, no ano passado, para 3,3% neste ano. Desde então, o Covid-19 – uma emergência de saúde global – interrompeu as atividades [económicas] na China”.

ISV: Fisco ‘perde’ recurso por ausência de respostas ao Constitucional

Na origem deste recurso esteve um processo, que correu no Centro de Arbitragem Administrativa (CAAD), movido por um contribuinte que reclamava da forma como foi aplicado o Imposto Sobre Veículos (ISV) num carro usado importado de outro país da União Europeia.
Comentários