Preços de produtos importados por Cabo Verde aumentam 1,8% em março

A taxa de variação mensal registada pelo índice de termos de troca foi de -2,6%, valor inferior em 2,1 pontos percentuais face ao registado no mês anterior, ainda segundo o INE cabo-verdiano. 

Os preços dos produtos importados por Cabo Verde aumentaram 1,8%, em março deste ano, valor superior em 1,7 pontos percentuais face ao registado no mês anterior, segundo dados publicados hoje pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE) cabo-verdiano.

De acordo com o Índice de Preços do Comércio Externo, a taxa de variação mensal dos preços dos produtos exportados fixou-se em -0,8%, em março, valor inferior em 0,4 pontos percentuais face ao registado em fevereiro.

A taxa de variação mensal registada pelo índice de termos de troca foi de -2,6%, valor inferior em 2,1 pontos percentuais face ao registado no mês anterior, ainda segundo o INE.

No mês de março, aquele instituto cabo-verdiano constatou que os aumentos dos preços ocorreram nas categorias de bens de consumo (3,1%), bens intermédios (2,8%) e combustíveis (1,5%).

Em sentido contrário, as diminuições dos preços ocorreram na categoria de bens de capital (-3,9), o que foi justificado pela descida de preços de máquinas (-4,5%).

Recomendadas

Angola com queda de 3,4% do PIB no primeiro trimestre

Governo angolano prevê que a economia do país saia este ano da recessão que enfrenta desde 2016, registando um ligeiro crescimento de 0,1%, ao passo que o Fundo Monetário Internacional antecipa uma recuperação de 0,4%.

Angola encaixou 756 milhões de euros com exportação de petróleo em junho

As vendas globais de petróleo em junho ascenderam assim a 2.320 milhões de dólares (1.969 milhões de euros), que por sua vez representaram receitas fiscais para o Estado angolano no valor de 572.949.521.082 kwanzas (756.348.594 milhões de euros).

Standard Bank anuncia “continuidade” após punição do Banco de Moçambique

O banco disse ainda que “continuará a dialogar e a trabalhar com o Banco de Moçambique para esclarecer todas as alegações sobre a sua suspensão do mercado cambial e salvaguardar os interesses dos clientes e todas as partes interessadas”.
Comentários