Presidente da Câmara do Funchal diz que vai haver verificação de contas na Sociohabita e na FrenteMar Funchal

Pedro Calado esclareceu que se começarem a chegar faturas que dizem respeito a esses períodos, contabilisticamente “temos que fazer a afetação das despesas ao mandato anterior”. “Queremos as contas corretas respeitando o período de mandato de cada um”.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal (CMF) disse, após a Reunião de Câmara desta quinta-feira, 28 de outubro, que vai haver uma verificação de contas nas empresas municipais SociohabitaFunchal e na FrenteMar Funchal.

“Não posso chamar auditorias, não vamos estar agora numa situação de desconfiança daquilo que vem de trás, mas é natural que com novos responsáveis se queira fazer uma verificação das contas”, referiu.

Pedro Calado esclareceu que se começarem a chegar faturas que dizem respeito a esses períodos, contabilisticamente “temos que fazer a afetação das despesas ao mandato anterior”. “Queremos as contas corretas respeitando o período de mandato de cada um”.

Durante a reunião do Executivo camarário foi ainda aprovado por unanimidade o relatório final da fase de qualificação de sete empresas para a promoção da eficiência energética nas habitações sociais do Bairro do Palheiro Ferreiro, que é composto por 70 fogos.

As empresas foram todas admitidas e a autarquia vai agora receber as propostas para dar início às obras, em janeiro do próximo ano.

Por fim, foi também aprovada por unanimidade a nomeação do Vereador Bruno Pereira como  representante legal em nome do município do Funchal, na Assembleia Geral da SociohabitaFunchal e da Vereadora Margarida Pocinho na da FrenteMar Funchal.

Recomendadas

Equipamentos de aquecimento mais eficientes: quais os benefícios?

Referimo-nos a benefícios adicionais como o conforto térmico, a qualidade do ar, a redução do impacte ambiental ou a valorização do imóvel, cuja não consideração pode levar a que se subestime o real valor de melhorar o seu sistema de aquecimento.

Açores tem primeira loja Pingo Doce a partir de quarta-feira

A nova loja, que conta com uma equipa de 31 colaboradores, inclui um espaço de take away com comida fresca confecionada diariamente, uma área de café e bolos, venda de medicamentos não sujeitos a receita médica, além das tradicionais seções de talho, peixaria, frutas e legumes e padaria e pastelaria.     

Madeira: Governo Regional vai investir 136 milhões de euros na habitação a custos controlados

O CDS considera o investimento na habitação por parte do Executivo madeirense como uma medida crucial para responder à “dificuldade” das famílias e sobretudo dos casais mais jovens, em encontrar habitação quando os preços do mercado e as rendas são “muito elevados” atualmente.
Comentários