Presidente da Venezuela inaugura primeira fábrica de mineral Coltan

“Hoje inauguramos, no coração do Arco Mineiro do Orinoco, a primeira fábrica de concentração de Coltan, que gerará quase 7,8 milhões de euros diários de ingressos à nação”, disse.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, inaugurou quinta-feira a primeira fábrica venezuelana de Coltan, um mineral chamado de “ouro azul”, composto por columbita e tantalita que se usa para componentes de micro-eletrónica, telecomunicações e na indústria aeroespacial.

“Hoje inauguramos, no coração do Arco Mineiro do Orinoco (sudeste do país), a primeira fábrica de concentração de Coltan, que gerará quase 7,8 milhões de euros diários de ingressos à nação”, disse o próprio numa reunião do seu gabinete económico, transmitida pela televisão estatal venezuelana.

A nova fábrica, que teve um investimento de 6,94 milhões de euros, está situada em Cidade Piar, no Estado venezuelano de Bolívar e deverá processar 160 toneladas diárias de Coltan.

“Estamos a certificar uma das maiores reservas de Coltan do mundo”, sublinhou.

Relacionadas

Escassez de matérias-primas e conflitos internacionais. Como os carros elétricos podem tornar-se um problema mundial

Estimativas mais conservadoras dizem que a procura de cobalto, necessária para as baterias destes automóveis, aumentará cinco vezes até 2030. Alguns duvidam que as reservas mundiais possam satisfazê-la e outros receiam que se possam desencadear conflitos internacionais.

Mina de ouro venezuelana certificada como a quarta maior do mundo

A empresa mineira Gold Reserve certificou uma mina de ouro venezuelana como a quarta maior do mundo, com reservas equivalentes a 54.300 milhões de euros, anunciou hoje o Governo da Venezuela.
Recomendadas

Cinco reféns libertados do autocarro sequestrado na ponte Rio de Janeiro – Niterói

Cinco reféns foram libertados hoje do interior de um autocarro parado na ponte Rio de Janeiro – Niterói, uma via importante da segunda maior cidade do Brasil.

Trump promete não construir torre se comprar a Gronelândia

“Prometo não fazer isto na Gronelândia”, afirma Trump no Twitter. A publicação do presidente sobre a compra da ilha dinamarquesa pode querer significar que Donald Trump quer avançar com a oferta irrealista. O Governo de Copenhaga já deixou bem claro que a Gronelândia não está à venda e que a ideia é “absurda”.

EUA dizem que estão “no ponto de viragem de uma relação muito diferente” com Angola

O secretário adjunto dos Estados Unidos para as relações com África, Matthew Harrington, disse na segunda-feira em Washington que Angola e EUA estão “no ponto de viragem de uma relação muito diferente do passado”.
Comentários