Presidente de Cabo Verde anuncia encontro da juventude da CEDEAO e da CPLP na Praia

O anúncio foi feito na abertura da celebração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, tendo como lema “Uma perspetiva da Juventude sobre a atualidade da Declaração nos seus 70 anos”, em Lisboa.

O Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, anunciou esta sexta-feira a realização, no próximo ano, na cidade da Praia, de um encontro da juventude da CEDEAO e da CPLP, no qual os direitos humanos estarão no centro dos debates.

O anúncio foi feito na abertura da celebração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, tendo como lema “Uma perspetiva da Juventude sobre a atualidade da Declaração nos seus 70 anos”, promovida em Lisboa pelo secretariado executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e pelo fórum da juventude da CPLP.

Jorge Carlos Fonseca considera que os jovens devem ter um papel central na luta pelo respeito pelos direitos humanos e tudo aquilo que dizem respeito ao país.

Neste sentido sugeriu que, para além de se mobilizar em defesa das suas reivindicações específicas, como as relacionadas com a necessidade de participação política, formação, emprego e cultura, os jovens devem utilizar a sua energia, a sua criatividade para lutar para que, cada vez mais, os Estados, as instituições, as políticas, tenham o rosto da juventude.

O chefe do Estado de Cabo Verde e presidente ‘pro tempore’ da CPLP recomendou aos jovens presentes no evento de Lisboa que procurem participar politicamente nos espaços jovens tradicionais, partidários ou não, mas que também atuem de forma autónoma.

“Entendo que devem, na esfera dos direitos humanos e em todas as que dizem respeito aos nossos países, assumir a responsabilidade de pensar, de refletir e de debater as nossas realidades, de formular propostas de solução e lutar por elas”, disse.

O encontro de Lisboa visa refletir sobre a importância da Declaração Universal dos Direitos Humanos e a apresentação de uma perspetiva da juventude sobre a atualidade deste instrumento universal e contribuir igualmente para a valorização da CPLP, enquanto organização promotora dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, alinhando-se, assim, com a Visão Estratégica da CPLP 2016-2026 e com a Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável.

“Uma declaração universal para todos? E se fosse hoje?” e “A universalidade dos direitos humanos e o desenvolvimento (espaço CPLP”) são alguns dos temas que vão estar em debate no encontro que conta com a presença de delegações de jovens dos espaços da CPLP, Ibero-américa e Francofonia.

Ler mais
Recomendadas

Cabo Verde recompra 40% da CV Telecom e põe fim ao litígio com a PT Ventures

O Estado cabo-verdiano e a empresa detida pela brasileira Oi assinaram esta terça-feira, na cidade da Praia, o acordo que acaba com o contencioso existente entre as duas entidades.

Governador do Banco de Cabo Verde não vai renovar mandato

João Serra anunciou que sairá do banco central cabo-verdiano em dezembro. “Até lá, continuo a ser governador, assumindo na plenitude as minhas responsabilidades”, disse.

Cabo Verde e Timor preparam fórum de inspetores da segurança alimentar e atividades económicas

A autoridade de inspeção timorense está na Praia para assinar um protocolo com IGAE. Em cima da mesa vão estar também os desafios do FISAAE, que congrega todos os serviços de inspeção da segurança alimentar e das atividades económicas da CPLP.
Comentários