Presidente diz que controlo do vírus na Madeira foi “rápido e eficiente”

Marcelo Rebelo de Sousa está este fim de semana no Funchal a conhecer as plataformas para acompanhar, em tempo real, a evolução da doença nos lares e escolas. A visita surge depois de Câmara de Lobos ter sido alvo de uma cerca sanitária.

O Presidente da República elogiou este domingo a forma como a Região Autónoma da Madeira está a responder à pandemia de Covid-19, depois de ter surgido uma cadeia de transmissão do vírus num dos bairros sociais de Câmara de Lobos, o que levou a uma cerca sanitária.

De visita ao Funchal, Marcelo Rebelo de Sousa teve oportunidade de conhecer o processo de entradas e saídas do arquipélago e as plataformas de acompanhamento em tempo real para seguir a evolução da doença nos lares e escolas. Para o chefe de Estado, o modelo que está a ser seguido é “rápido no ataque à situação e eficiente”.

Questionado pelos jornalistas sobre o ambiente no Funchal, Marcelo de Rebelo de Sousa disse que viu “segurança, confiança, esperança no futuro”. “Muita gente nova, muita gente menos nova, muito madeirense, mas também muito continental e muitos estrangeiros para aquilo que eu pensava que existissem”, afirmou o Presidente aquando de uma visita à Unidade de Rastreio e Vigilância à Covid-19, montada no Aeroporto Cristiano Ronaldo.

O Presidente da República visitará ainda a Unidade de Saúde do Bom Jesus e o Hospital Central do Funchal.

Recomendadas

Reino Unido regista oito mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

O Reino Unido registou oito mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, em comparação com 55 do período anterior, elevando para um total de 46.574 as mortes devido à doença desde o início da pandemia, anunciou hoje o governo britânico.

Covid-19: Itália regista 463 novos casos e dois óbitos nas últimas 24 horas

Itália registou nas últimas 24 horas 463 novos casos de covid-19, e mais duas mortes associadas à doença, um dos números mais baixos de toda a crise pandémica, indicou hoje o Ministério da Saúde italiano.

Covid-19: Mais de 727 mil mortos e 19,6 milhões de infetados em todo o mundo

A pandemia do novo coronavírus causou pelo menos 727.288 mortos em todo o mundo desde o aparecimento da doença na China em dezembro, segundo o balanço hoje às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa) da agência France-Presse.
Comentários