Presidente do Governo Regional da Madeira defende privatização da TAP

“Neste momento temos uma companhia que não é competitiva, cuja viabilidade passa pelos contribuintes meterem lá dinheiro, não cumpre com as obrigações públicas e nem sequer assegura ligação ao território nacional, então não sei para que é que serve a TAP”, vincou o governante.

O Presidente do Governo Regional da Madeira defendeu, esta quarta-feira, 15 de setembro, a “total  privatização da TAP, depois de a presidente executiva da companhia aérea ter informado que a TAP não vai voar para o Porto Santo este inverno.

Miguel Albuquerque considerou a situação “perfeitamente ridícula” e acrescentou que “se a TAP não cumpre os seus objetivos relativamente a uma parte do território nacional, então não sei porque é que a TAP existe como companhia pública”.

“O Porto Santo neste momento está cheio de turismo nacional até ao 5 de outubro […], se a TAP não consegue sequer entrar neste mercado, não sei onde é que isto vai parar”,  salientou.

“Neste momento temos uma companhia que não é competitiva, cuja viabilidade passa pelos contribuintes meterem lá dinheiro, não cumpre com as obrigações públicas e nem sequer assegura ligação ao território nacional, então não sei para que é que serve a TAP”, vincou o governante.

Recomendadas

Linha de Apoio à Qualificação da Oferta com 20 milhões aprovado, diz Rita Marques

A Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, na conferência do Turismo, fez um ponto da situação do Plano Reativar o Turismo. Recorde-se que foi um plano apresentado maio deste ano, com quatro eixos de atuação.

Greve CP: “Será que vamos ter o ministro [Pedro Nuno Santos] em greve no próximo dia 8?”, questionam sindicatos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação disse recentemente compreender os motivos da greve dos trabalhadores da CP – Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP), marcada para 8 de outubro, afirmando que “têm razão” porque os salários são baixos. Federação de Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans) questiona agora de forma irónica Pedro Nuno Santos após Governo e administração da CP terem anunciado “pequenas” atualizações, que não ultrapassam os 10 euros, para salários até 800 euros.

“Conversas com Norte”. “Precisamos da ciência para enfrentar o futuro”, defende responsável do ISCTE

A importância da ciência, num cenário pós-pandemia, é um dos temas abordados no livro “67 Vozes por Portugal – A Grande Oportunidade”, da Editora Leya, uma iniciativa do ISCTE Executive Education. Trata-se de um livro que junta as visões do futuro de Portugal por 67 personalidades portuguesas, entre empresários, artistas, gestores, académicos e tantos outros. José Crespo de Carvalho, presidente da Comissão Executiva do ISCTE, foi convidado a apresentar o livro no “Conversas com Norte” desta semana. Ouça a entrevista no site do JE e na ‘playlist’ do JE no Spotify.
Comentários