Presidente eleito do Conselho Europeu em Lisboa na quinta-feira

O presidente eleito do Conselho Europeu, Charles Michel, visita Lisboa na quinta-feira e reúne-se com António Costa, anunciou o gabinete do primeiro-ministro.

António Costa e Charles Michel, que sucede a Donald Tusk a 01 de dezembro, vão nomeadamente abordar o novo ciclo europeu, com uma nova Comissão e um novo Parlamento escolhidos na sequência das eleições europeias de maio, e a próxima presidência portuguesa da União Europeia (UE), no primeiro semestre de 2021.

Os dois responsáveis deverão também abordar os temas do próximo Conselho Europeu, marcado para 17 e 18 de outubro e que tem como temas principais o processo de saída do Reino Unido da União Europeia e o Quadro Financeiro Plurianual para 2021-2027.

Charles Michel chega a Lisboa na quinta-feira a tarde, iniciando o programa com uma visita às instalações da “Second Home”, um espaço para empreendedores e departamentos de inovação localizado no Mercado da Ribeira.

Charles Michel, atual primeiro-ministro belga, e António Costa fazem depois um pequeno percurso a pé até à Ribeira das Naus, seguindo daí para São Bento, onde, após se reunirem, fazem declarações à imprensa.

Recomendadas

PAN: “Estado de Emergência não significa necessariamente que tenha que existir um confinamento”

Em declarações ao Jornal Económico, Inês Sousa-Real assinala que “o que importa neste momento é percebermos onde é que estão as cadeias de transmissão”, defendendo que proporcionalidade e adequação das medidas consoante as localidades e regiões.

“Não desistimos de nenhuma batalha antes de acabar”. PCP apresenta propostas de alteração ao OE 2021

Entre as medidas apresentadas, no campo da justiça fiscal, João Oliveira anunciou que os comunistas pretendem a “atualização dos escalões IRS, o aumento de mais um escalão neste imposto aumentando a progressividade do mesmo, bem como o aumento dos chamados valores do mínimo de existência e dedução especifica, permitindo cumprir o objetivo de redução da tributação dos rendimentos mais baixos, intermédios”.

Governo vai ter de responder a providência cautelar do Chega contra restrições à circulação sem estado de emergência

Supremo Tribunal Administrativo dá 24 horas ao Conselho de Ministros para se pronunciar sobre alegação de inconstitucionalidade da resolução que proíbe deslocações entre concelhos das 00h00 de sábado até às 06h00 da próxima terça-feira.
Comentários