Presidente eleito do Conselho Europeu em Lisboa na quinta-feira

O presidente eleito do Conselho Europeu, Charles Michel, visita Lisboa na quinta-feira e reúne-se com António Costa, anunciou o gabinete do primeiro-ministro.

António Costa e Charles Michel, que sucede a Donald Tusk a 01 de dezembro, vão nomeadamente abordar o novo ciclo europeu, com uma nova Comissão e um novo Parlamento escolhidos na sequência das eleições europeias de maio, e a próxima presidência portuguesa da União Europeia (UE), no primeiro semestre de 2021.

Os dois responsáveis deverão também abordar os temas do próximo Conselho Europeu, marcado para 17 e 18 de outubro e que tem como temas principais o processo de saída do Reino Unido da União Europeia e o Quadro Financeiro Plurianual para 2021-2027.

Charles Michel chega a Lisboa na quinta-feira a tarde, iniciando o programa com uma visita às instalações da “Second Home”, um espaço para empreendedores e departamentos de inovação localizado no Mercado da Ribeira.

Charles Michel, atual primeiro-ministro belga, e António Costa fazem depois um pequeno percurso a pé até à Ribeira das Naus, seguindo daí para São Bento, onde, após se reunirem, fazem declarações à imprensa.

Recomendadas
catarina_martins_bloco_esquerda_legislativas_1

BE quer subsídio de alimentação da Função Pública como referência para o setor privado

A medida consta de um projeto de lei apresentado pelos bloquistas, que visa que o subsídio diário de alimentação dos trabalhadores do setor privado não seja inferior ao que definido para os trabalhadores da Administração Pública.

PSD junta-se à esquerda para limitar cobrança de comissões bancárias

A medida consta de um projeto de lei entregue pelos social-democratas na Assembleia da República, que prevê que os primeiros cinco movimentos mensais feitos através da MB Way bem como a emissão do distrate no final do contrato de crédito sejam gratuitos.

Sondagem mostra que candidatura de Ana Gomes poderia ‘roubar’ recorde a Marcelo

Segundo a sondagem da Intercampus, Marcelo Rebelo de Sousa cai dez pontos percentuais face ao mês passado, com uma eventual entrada da ex-eurodeputada Ana Gomes na corrida a Belém. Ainda assim, o atual chefe de Estado conseguiria apoio de mais eleitores, já que em 2016 teve 52% dos votos.
Comentários