Presidente italiano permite aos partidos negociar novo governo até terça-feira

“Foi-me comunicado por parte de alguns partidos políticos que começaram negociações para formar outro governo” de maioria parlamentar, referiu Sergio Mattarella.

O presidente de Itália, Sergio Mattarella, disse esta quinta-feira, após consultas com os partidos, que há uma maioria parlamentar disposta a formar um novo governo, pelo que vai permitir estas negociações e convocará novamente os partidos na próxima terça-feira.

“Foi-me comunicado por parte de alguns partidos políticos que começaram negociações para formar outro governo” de maioria parlamentar, referiu Sergio Mattarella, esclarecendo que lhe foi pedido tempo para desenvolverem essas negociações.

Em conferência de imprensa, em Roma, o chefe de Estado italiano salientou ser seu dever “não evitar a vontade maioritária do parlamento”, além de que, ao mesmo tempo, tem “o dever de pedir, no interesse do país, soluções rápidas”.

“Convoquei uma nova ronda de consultas que começará na próxima terça-feira para ouvir, de novo, os partidos e tomar as decisões necessárias”, adiantou.

Relacionadas

Itália à procura de governo: de iniciativa presidencial ou segundo o modelo Ursula?

Matteo Salvini não quer outra coisa que não as eleições antecipadas, mas os seus opositores querem tudo menos isso. O Presidente Sergio Mattarella terá que decidir.

Primeiro-ministro de Itália demite-se

Giuseppe Conte arrasou o ‘seu’ ministro do Interior, Matteo Salvini, a quem acusou de ter um projeto pessoal que não passa necessariamente por aquilo que são as prioridades do país.
Recomendadas

Estados Unidos estão a preparar resposta a “ataque sem precedentes” na Arábia Saudita

O secretário de Defesa norte-americano afirmou que conversou com o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman.

Quem são os houthis, o grupo por trás do ataque ao petróleo saudita?

O conflito no Iémen radica em 14 séculos de afastamento entre sunitas e xiitas – mas é de petróleo que, centenas e centenas de anos depois do início dos desentendimentos com a Arábia Saudita, se está a falar.

Embaixador apela a investimento chinês no setor mineiro de Angola

João dos Santos, embaixador de Angola na China, participou no terceiro ‘roadshow’ para concessões mineiras, em Pequim.
Comentários