Procura de quintas e herdades para arrendamento disparou 60% em 2020

Durante o período de confinamento e no mercado de vendas a procura por este tipo de espaços foi de 51,6%, tendo como comparação o ano de 2019, enquanto em relação às moradias a procura cresceu 33,1% face ao ano anterior.

A procura de quintas e herdades para arrendamento em Portugal registou um crescimento de 60,6% em 2020, quando comparado com o ano anterior. Este dado faz parte do estudo divulgado esta segunda-feira, 1 de fevereiro, pelo portal imobiliário Imovirtual.

No mesmo segmento, e face ao ano de 2019, a procura aumentou 30,9% nas moradias e em 41,6% nos terrenos. Olhando apenas para o período em que Portugal este em confinamento esta procura é ainda maior, com as       moradias a verificarem uma procura de 38,9%, os terrenos 84,7% e as quintas e herdades 66,3%.

Analisando o segmento de vendas, e olhando para o total de 2020 por cada tipo de imóvel, os dados da Imovirtual apontam para um crescimento da procura de moradias em 24,2%, verificando-se uma subida de 21,5% por terrenos e de 34,8% por quintas e herdades em relação ao ano anterior.

Tendo apenas por base o período de confinamento, e tal como no segmento do arrendamento, também aqui os números registaram um aumento, com uma maior procura por moradias (33,1%), de terrenos (50,3%) e por quintas e herdades (51.6%) face a 2019.

Ricardo Feferbaum, diretor geral do Imovirtual, explica que “ao longo do ano passado identificámos uma tendência dos portugueses em procurarem imóveis de maior dimensão no sentido de terem melhores condições para enfrentarem os confinamentos que têm sido declarados pelo Governo”.

Um cenário que levou o portal imobiliário a fazer uma análise mais global para perceber, objetivamente, qual a dimensão desta variação da procura e oferta e se, de facto, os números são bastante significativos. “E, a julgar pela experiência que estamos a experienciar já em 2021, parece-me que esta tendência se irá manter ou mesmo acentuar ao longo deste primeiro semestre”, refere.

Ler mais
Recomendadas

Custos de construção em Lisboa superam os de Madrid

Lisboa e Porto mantiveram a tendência crescente, já verificada nos anos anteriores à pandemia, com os custos de construção em Lisboa a superar mesmo em 8% os verificados em Madrid, diz o estudo da Arcadis.

Procura de alojamento local dispara 742% em Portugal com “lista verde” do Reino Unido

Considerada líder mundial em gestão de arrendamento de curto prazo, a Guest Ready registou este crescimento uma semana após a abertura do espaço aéreo do Reino Unido para Portugal.

Alojamento local com queda de 70% no segundo confinamento

A atividade praticamente inexistente traduziu-se num volume de negócios de 431,7 nil euros no Porto e de 556,8 mil euros em Lisboa, com as duas cidades a apresentar uma quebra de 75% face ao segundo trimestre de 2020, aponta o estudo.
Comentários