PSD apresenta projeto de resolução a rejeitar o Programa de Estabilidade

Deputados sociais-democratas apresentaram ainda um projeto de resolução no qual defendem uma reforma na justiça e na segurança social, bem como uma diminuição da dívida pública e do défice.

O PSD entregou esta quinta-feira no Parlamento um projeto de resolução a rejeitar o Programa de Estabilidade, apresentado pelo Governo na segunda-feira. Os sociais-democratas querem uma reforma na justiça e na segurança social, bem como medidas de estímulo ao investimento.

“As politicas seguidas nos últimos anos não eram as mais adequadas para promover um crescimento económico sustentável e, ao contrário do propagandeado pelo Governo, este falhou nas previsões que tem vindo a apresentar para o ano de 2019 e seguintes”, escrevem os deputados do PSD no projeto de resolução, a quem deram o título “Por uma alternativa de crescimento forte e sustentável”.

O PSD defende uma estratégia de redução do défice e da dívida pública “que assente num caminho de consolidação orçamental mais saudável e sustentável”, e que não siga a “atual estratégia de aumento da carga fiscal para máximos de sempre e de redução do investimento público, que conjuntamente com elevadas e arbitrárias cativações têm causado degradação e rutura nos serviços públicos”, referem.

Os deputados defendem a aposta “na reforma da justiça e da segurança social e adotando medidas de estímulo ao investimento, exportações, produtividade, poupança, criação de emprego mais qualificado e remunerado, aumento do valor acrescentado e inovação”.

Os sociais-democratas entregaram ainda um projeto de resolução que rejeita “a estratégia e caminho económico e orçamental previstos no Programa de Estabilidade 2019-2023 apresentado pelo Governo à Assembleia da República”.

“A dececionante desaceleração económica que já se verifica e que é reforçada pela forte revisão em baixa do crescimento neste Programa de Estabilidade 2019-2023 (PE 2019-23), numa trajetória que tem vindo a atirar Portugal cada vez mais para a cauda da Europa”, assinalam os autores do projeto de resolução, acrescentando que o PE apresentado pelo Executivo não apresenta medidas que impulsionem “o crescimento, as exportações e o investimento na capacidade produtiva nacional”.

Ler mais
Recomendadas

CFP vai ao parlamento falar sobre Programa de Estabilidade 2019-2023

Nazaré Costa Cabral vai esta terça-feira à Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa falar sobre o Programa de Estabilidade 2019-2023, que o Governo apresentou em 15 de abril.

Investimento em hospitais: Madeira e Alentejo ultrapassam Lisboa Oriental

Programa de Estabilidade 2019-2023 prevê 653 milhões de euros para a construção de novos hospitais. Planos também incluem hospitais de proximidade em Sintra e no Seixal.

Governo quer investir 2,2 mil milhões de euros em ferrovia e metro até 2023

“Destacam-se alguns dos principais investimentos da Ferrovia 2020, no montante de cerca de 1.370 milhões de euros, entre 2018 e 2023, já em execução ou com candidatura europeia aprovada”, referiu o Governo, no Programa de Estabilidade.
Comentários