PSI 20 em alta contraria Europa cautelosa com dados do PIB da China e acordo do Brexit

Em Lisboa, os títulos dos CTT, da Ramada, da Ibersol e da Galp impulsionam o PSI 20.

O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,22%, para 5.024,90 pontos, quando as principais praças europeias negoceiam em baixa esta sexta-feira, 18 de outubro.

No Velho Continente, de acordo com o Mtrader do Millennium BCP, Ramiro Loureiro, há um “ambiente de correção nas bolsas europeias”, provocado sobretudo pelos dados do PIB chinês divulgados hoje. A economia da China cresceu 6% no terceiro trimestre, o ritmo mais baixo em quase três décadas.

“A condicionar está o arrefecimento da economia chinesa que mostrou uma expansão do PIB ao nível mais lento desde o início dos anos 1990”, comenta Loureiro.

Também o Brexit é tema, continuando a provocar receios nos investidores. Embora tenha sido alcançado um acordo entre o Reino Unido e a União Europeia para uma saída pacífica, tal terá de ser aprovado pelo parlamento britânico e o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, já veio dizer que o acordo anunciado era pior do que o que foi apresentado por Theresa May durante o verão. A votação no parlamento ocorre no sábado, 19 de outubro.

Em Lisboa, os títulos dos CTT, da Ramada, da Ibersol e da Galp impulsionam o PSI 20, enquanto BCP impede maiores valorizações da bolsa.

Recomendadas

Bolsa de Nova Iorque fecha mista com perdas das retalhistas

Os títulos da Kohl’s tombaram 19%. A cadeia de lojas de departamento baixou as suas perspetivas de lucro e admitiu que os descontos promocionais iriam prejudicar os ganhos.

Moody’s atribui à dívida da TAP quinto nível de “lixo”

A agência de notação financeira norte-americana atribuiu o ‘rating’ “B2” à emissão de obrigações anunciada ontem.

Ações da Benfica SAD fecham a subir 70% para 4,70 euros após anúncio de OPA

Na sessão de hoje foram transacionadas quase 237 mil ações da Benfica SAD, número que supera a média diária de 5,7 mil títulos, segundo o ‘site’ da Euronext Lisboa.
Comentários