PSI 20 em alta contraria Europa cautelosa com dados do PIB da China e acordo do Brexit

Em Lisboa, os títulos dos CTT, da Ramada, da Ibersol e da Galp impulsionam o PSI 20.

O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,22%, para 5.024,90 pontos, quando as principais praças europeias negoceiam em baixa esta sexta-feira, 18 de outubro.

No Velho Continente, de acordo com o Mtrader do Millennium BCP, Ramiro Loureiro, há um “ambiente de correção nas bolsas europeias”, provocado sobretudo pelos dados do PIB chinês divulgados hoje. A economia da China cresceu 6% no terceiro trimestre, o ritmo mais baixo em quase três décadas.

“A condicionar está o arrefecimento da economia chinesa que mostrou uma expansão do PIB ao nível mais lento desde o início dos anos 1990”, comenta Loureiro.

Também o Brexit é tema, continuando a provocar receios nos investidores. Embora tenha sido alcançado um acordo entre o Reino Unido e a União Europeia para uma saída pacífica, tal terá de ser aprovado pelo parlamento britânico e o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, já veio dizer que o acordo anunciado era pior do que o que foi apresentado por Theresa May durante o verão. A votação no parlamento ocorre no sábado, 19 de outubro.

Em Lisboa, os títulos dos CTT, da Ramada, da Ibersol e da Galp impulsionam o PSI 20, enquanto BCP impede maiores valorizações da bolsa.

Recomendadas

Produção industrial dá sinais de recuperação em maio na UE e zona euro, mas ainda regista quedas homólogas abruptas

Após dois meses de forte contração, devido aos efeitos da pandemia da Covid-19, a produção industrial esboça uma recuperação na Unirão Europeia e na zona euro no mês de maio, de acordo com os dados divulgados pelo Eurostat esta terça-feira, 14 de julho.

Bolsa portuguesa acompanha Europa em queda. Setor energético pressiona PSI 20

Na bolsa portuguesa, 13 empresas cotadas desvalorizam e cinco negoceiam em alta.

Nasdaq lidera quedas em Wall Street

As tecnológicas acentuaram as perdas, nomeadamente as FAANG. A Facebook perdeu 2,48%, a Apple cedeu 0,46%, a Amazon tombou 3%, a Netflix afundou 4,23% e a Alphabet, dona da Google, caiu 1,74%. Também a Microsoft teve uma sessão negativa, desvalorizando 3,09%.
Comentários