Putin pode ficar no poder até 2036 depois de revisão constitucional ser aprovada por 77,92% dos votos

Uma das emendas mais controversas permite a Vladimir Putin a possibilidade de mais dois mandatos presidenciais além do atual que termina no ano de 2024.

Maxim Shemetov/Reuters

A revisão constitucional russa que permite a Vladimir Putin manter-se no poder até 2036 foi aprovada por 77,92% dos eleitores, de acordo com resultados oficiais do referendo divulgados hoje e que são contestados pela oposição.

Os resultados oficiais da consulta popular indicam que a participação foi de 65% e que 21,27% dos eleitores votaram contra a revisão da Constituição.

O referendo na Rússia esteve marcado inicialmente para abril mas foi adiado por causa da pandemia do novo coronavírus.

A consulta realizou-se durante a última semana tendo os eleitores que usar máscaras de proteção sanitária e luvas para exercer o direito de voto.

Apesar da realização do referendo, a reforma constitucional já tinha sido aprovada pelos deputados no princípio do ano e o novo texto da Constituição até já se encontra à venda nas livrarias russas desde o primeiro trimestre do ano.

O oposicionista russo Aexei Navalny considerou a votação como “uma grande mentira” e apelou à mobilização eleitoral da oposição nas próximas regionais marcadas para setembro.

Uma das emendas mais controversas permite a Vladimir Putin a possibilidade de mais dois mandatos presidenciais além do atual que termina no ano de 2024.

Desta forma, Putin pode manter-se no Kremlin até 2036, ano em que cumpre 84 anos de idade.

A revisão da Constituição introduz também medidas conservadores defendidas pelo presidente como “a fé em deus, o casamento apenas entre casais heterossexuais e deveres patrióticos.

Ler mais
Recomendadas

Unicef estima que cerca de 100 mil crianças foram afectadas pela explosão em Beirute

A Unicef estimou este domingo que cerca de 100 mil crianças foram afetadas pelas explosões em Beirute de terça-feira, apesar de os números ainda serem “confusos”, e alertou para a urgência em ajudar a atenuar as necessidades mais imediatas das vítimas.

Secretário da Saúde dos EUA em Taiwan numa visita reprovada por Pequim

O secretário da Saúde norte-americano, Alex Azar, chegou hoje a Taipei, em Taiwan, onde ficará até quarta-feira, uma visita que tem agravado as tensões entre os Estados Unidos e a China.

Reino Unido regista oito mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

O Reino Unido registou oito mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, em comparação com 55 do período anterior, elevando para um total de 46.574 as mortes devido à doença desde o início da pandemia, anunciou hoje o governo britânico.
Comentários