“Qual é a diferença entre um desastre eleitoral e um resultado jeitoso?”. Rui Rio ironiza com diretas do PSD

O aluno responde que a diferença é de 0,4% e justifica: “Quando em outubro o PS teve mais 8,5% do que o PSD, eles acharam que houve um desastre. E agora que perderam por 8,1%, acham que tiveram um resultado jeitoso”.

rui_rio_psd_legislativas_1
Tiago Petinga/Lusa

Rui Rio ironizou esta segunda-feira no Twitter com os resultados obtidos nas eleições diretas do PSD do passado fim-de-semana. No ‘tweet’ publicado esta segunda-feira, o líder e candidato a presidente do partido, simula um diálogo entre uma professora e um aluno, em que a professora questiona “qual a diferença entre um desastre eleitoral e um resultado jeitoso”.

O aluno responde que a diferença é de 0,4% e justifica: “Quando em outubro o PS teve mais 8,5% do que o PSD, eles acharam que houve um desastre. E agora que perderam por 8,1%, acham que tiveram um resultado jeitoso”.

O atual presidente do PSD, Rui Rio, foi o candidato mais votado nas eleições diretas de sábado com 49,44% dos votos expressos, segundo os resultados provisórios divulgados pelo Conselho de Jurisdição Nacional, mas não conseguiu a maioria absoluta, pelo que irá disputar no sábado uma segunda volta com Luís Montenegro, que obteve 41,26% dos votos.

Ler mais
Relacionadas

Relvas passa a apoiar Montenegro na segunda volta das eleições do PSD

Para o antigo membro do Governo de Pedro Passos Coelho, é claro que “o PSD queria mudar depois de duas derrotas muito significativas, derrota nas legislativas com 28% e nas europeias com 21%”.
Recomendadas

PSD quer mais detalhe nos relatórios da DGS para promover “escrutínio público” ao combate à pandemia

Os social-democratas consideram essencial promover o “escrutínio público ao modo de combate à pandemia” e sugerem que essa mesma informação seja enviada quinzenalmente à Assembleia da República.
Nuno Magalhães

Ex-líder da bancada do CDS-PP diz que partido não deve negar “definitivamente” entendimentos com o Chega

O antigo dirigente democrata-cristão admite que o Chega tem ideias que “não são compagináveis” com os valores da direita ou do centro democrático, mas defende que é necessário ouvir primeiro as bases do CDS-PP para perceber como é que o partido pode recuperar peso a nível eleitoral.

PremiumGoverno tem como ambição produzir hidrogénio verde a preços competitivos em Portugal

O ministro do Ambiente realça que a produção de energia solar, de baixo custo, vai contribuir para que a produção de hidrogénio verde em Portugal, no futuro, venha a ser das mais competitivas da Europa.
Comentários