Nova, ISCTE, Porto e Católica entre as melhores escolas de negócios europeias

Quatro business schools portuguesas integram o ranking global de 2019 do Financial Times que avalia as melhores escolas de gestão do continente. A número um é a francesa HEC Paris.

A Nova SBE manteve em 2019 o 30.º lugar de melhor escola de negócios da Europa, alcançado o ano passado. Duas posições a seguir, ou seja no lugar 32, encontra-se a Católica-Lisbon, escola de negócios da Universidade Católica na capital.

A ISCTE Business School (IBS) integra pelo terceiro ano consecutivo o ranking europeu do Financial Times, tendo-se classificado na 66ª posição. O ISCTE figura exatamente um lugar à frente da Porto Business School, que é 67ª posição. A escola de negócios do Porto sobe três posições na categoria de Executive Master of Business Administration (EMBA) e uma posição em Executive Education (Custom Programmes), consolidando o seu lugar no top das melhores escolas de negócio europeias.

A Católica-LISBON foi a primeira business school em Portugal a integrar esta lista do Financial Times, obtendo lugares de destaque desde 2012. “Estes rankings confirmam a excelência e a qualidade do ensino e investigação da nossa Escola, que funciona como rampa de lançamento para um excecional futuro profissional dos nossos alunos”, salienta Filipe Santos, dean da escola.

Maria João Cortinhal, que assumiu o cargo de diretora da ISCTE Business School este ano, diz que “o crescimento notável” da escola em termos internacionais que se vem verificando nos últimos anos é “sustentado pela qualidade do ensino e da investigação científica, os quais têm dado importantes contributos para o setor financeiro e empresarial, desde logo ao nível de quadros superiores”.

Na perspetiva de Ramon O’Callaghan, dean da Porto Business School “figurar neste ranking conceituado do Financial Times pelo 11º ano consecutivo premeia sobretudo a qualidade que a nossa oferta formativa tem demonstrado de forma regular. É, sem dúvida, um fator de motivação para nós, mesmo sabendo que não competimos em algumas categorias por não ter oferta, como é o caso dos Masters.”

Já Daniel Traça, dean da Nova SBE, a escola portuguesa melhor classificada em 2019, destaca: “Somos a escola número 1 de gestão em Portugal e estamos no Top 30 da Europa. Na origem deste resultado está a aposta da escola no crescimento, inovação e internacionalização nos mestrados e na formação de executivos. O caminho que escolhemos continua assim a dar resultados e vamos acelerar nesse sentido”.

O ranking global 2019 é liderado pela HEC Paris, figurando em segundo lugar a London Business School e em terceiro a DAS Bocconi School of Management. Portugal, juntamente com a Irlanda, Itália e Suíça – é o sétimo país europeu com mais escolas de gestão representadas.

O ranking contempla 14 indicadores que avaliam a qualidade das escolas em cinco áreas: MBA Globais, MBA Executivos, Formação Executiva, Mestrados em Gestão e Faculdade.

 

Ler mais
Recomendadas

Mestrado Internacional de Gestão da Nova SBE sobe a 16.º do mundo, segundo FT

No ranking dos mestrados em Gestão do Financial Times de 2020, figura apenas mais um português: o mestrado International MSc in Management da Católica Lisbon School of Business and Economics.

PremiumAulas ao sábado, máscaras e testes no novo ano letivo

Universidades e politécnicos regressam às aulas presenciais com novas normas. Segurança é prioridade, mas entre os docentes é geral a convicção de que o alarme pode tocar. Sindicato está preocupado com a desvalorização de docentes convidados.

Nasce na Universidade de Coimbra drone ‘low cost’ para combater lixo marinho

Segundo os investigadores, estas tecnologias permitem identificar, de forma rápida, determinadas categorias de lixo marinho que aparecem na costa portuguesa.
Comentários