Queres estudar no estrangeiro? Embaixada do Japão oferece bolsas a estudantes portugueses

A Embaixada do Japão está a oferecer bolsas de estudos para licenciatura, pós-graduação, mestrados ou doutoramentos com inicio previsto para abril de 2020.

Estão abertas as inscrições para o programa anual de bolsa de estudos para o Japão. O governo japonês abriu as portas das suas instituições de ensino para estudantes portugueses interessados em conhecer uma nova cultura e adquirir conhecimento naquele país. Para isso, a partir de hoje estão abertas as inscrições para o programa anual de bolsas de estudos.

As bolsas oferecidas pelo Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão, vão cobrir os custos de licenciatura, pós-graduação, mestrados ou doutoramentos nas áreas de Ciências Exatas e da Terra, Saúde, Tecnologias, Agricultura e Recursos Naturais e Ciências Sociais e Humanidades.

O prazo de inscrição para as pós-graduações, mestrados e doutoramentos decorre até 26 de junho, enquanto que para as licenciaturas as candidaturas estão abertas até 5 de julho. Em todos os casos, as candidaturas devem ser enviadas para a Embaixada do Japão. Incluído na bolsa está uma viagem ida e volta, isenção de taxas escolares e um subsídio mensal.

Para os interessados no programa de licenciaturas os requisitos mínimos resumem-se em ter uma nacionalidade portuguesa, idades entre os 18 e 24 anos, 12 anos de escolaridade e conhecimento avançado da língua japonesa e inglesa. Este programa tem a duração de cinco anos, com inicio em abril de 2020.

Já as bolsas de estudo para os interessados em pós graduações, mestrados ou doutoramentos exigem que os candidatos sejam de nacionalidade portuguesa, com idades entre os 24 e os 34 anos, uma licenciatura concluída e conhecimentos de língua inglesa avançada. Nos três casos, a duração dos estudos vai de um ano e meio a dois anos, com início previsto para abril do próximo ano.

Outras informações sobre as inscrições e detalhes do programa estão disponíveis no site da Embaixada do Japão.

Ler mais
Recomendadas

“Overtourism”: Estas 10 cidades estão a ser engolidas pelo turismo em massa

Com cada vez mais viajantes, o conceito de turismo em excesso alargou-se a mais destinos. Conheça os países que vão ser as principais vítimas deste fenómeno na próxima década.

O que fazer quando um crédito “desaparece” da Central de Responsabilidades

No caso de o crédito “desaparecer” da CRC não significa que a dívida deixou de existir, sendo que o consumidor mantém a sua responsabilidade perante a obrigação. Esta situação poderá ocorrer aquando da cessão de crédito (venda da dívida a terceiros), a favor de uma entidade fora do sistema financeiro, pelo que esta passa a assumir a posição de credor.

Mais de metade dos portugueses não confiam em fazer compras pela internet

Entre os consumidores que já aderiram às compras pela internet, 65% destacam como grande vantagem a comodidade. Por outro lado, 44% vê nas devoluções o maior entrave no ‘e-commerce’.
Comentários