Receios em torno da propagação do coronavírus não cessam. Wall Street negoceia no vermelho

O industrial Dow Jones iniciou a sessão a cair 1,60%, para 26.526,00 pontos; o tecnológico Nasdaq arrancou a perder 2,64%, para 8.744,03 pontos; e o financeiro S&P 500 abriu a recuar 1,73%, para 3.062,54 pontos.

Lucas Jackson/Reuters

Os principais índices bolsistas norte-americanos permanecem assombrados pela propagação do coronavírus pelo mundo e pelos efeitos que isso tem no nos mercados bolsistas. A Reuters descreve uma sessão de correção, mas os investidores permanecem pessimistas face à conjuntura externa.

O industrial Dow Jones iniciou a sessão a cair 1,60%, para 26.526,00 pontos; o tecnológico Nasdaq arrancou a perder 2,64%, para 8.744,03 pontos; e o financeiro S&P 500 abriu a recuar 1,73%, para 3.062,54 pontos.

O dia de Wall Street poderá ser marcado pelas conclusões da reunião desta quinta-feira da task force criada pela administração Trump, que deverá ocorrer pelas 19h30. O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, é quem lidera o grupo de trabalho.

Na quarta-feira, os mercados norte-americanos “viveram uma sessão bastante volátil”, segundo os analistas do BPI, apesar de term registado uma “recuperação de cariz mais técnico”, numa fase inicial.

Nas últimas cinco sessões, os índices de Wall Street perderam cerca de 7%.

Recomendadas

Bolsa de Lisboa acompanha Europa em alta. CTT sobem 4%

A Sonae sobe 2,16%, para 0,69 euros, depois de ontem ter anunciado a emissão de um empréstimo obrigacionista, por subscrição particular, de 160 milhões de euros. As principais praças europeias negoceiam igualmente em alta nesta que é a última sessão antes da Páscoa.

Trump anuncia que pico da Covid-19 está próxima e Wall Street anima no fecho da sessão

No fecho da sessão, o S&P 500 sobe 3,28%, para 2,746.63 pontos, o tecnológico Nasdaq valoriza 2,58%, para 2,746.63 pontos, e o industrial Dow Jones cresce 3,39%, para 23,422.66 pontos.

PSI-20 com ligeira subida depois de impasse do Eurogrupo em encontrar resposta para a Covid-19

O PSI-20 manteve-se praticamente inalterado, com uma ligeira subida de 0,05%, em contra-ciclo com a tendência de queda registada entre as principais bolsas europeias. Mota Engil, CTT, Semapa e BCP lideraram os ganhos em Portugal.
Comentários