Receitas turísticas sobem 12% até agosto

As receitas turísticas cresceram 12,2% entre janeiro e agosto deste ano, face ao mesmo período de 2017, para mais de 11 mil milhões de euros, de acordo com o Banco de Portugal.

Cristina Bernardo

As receitas turísticas cresceram 12,2% entre janeiro e agosto deste ano, face ao mesmo período de 2017, para mais de 11 mil milhões de euros, segundo dados divulgados esta quinta-feira uristapelo Banco de Portugal (BdP).

Até agosto, as exportações da atividade turística ascenderam a 11.109 milhões de euros, mais 12,2% do que nos primeiros oito meses de 2017, segundo os dados da Balança de Pagamentos hoje divulgados pelo banco central.

O setor do turismo representou, assim, mais de metade das receitas dos serviços em Portugal, que ascenderam até agosto a 21.119 milhões de euros (mais 6,9% em termos homólogos).

Já as importações da atividade turística subiram 8,1% para 3.141 milhões de euros.

Relacionadas

“O investimento feito no turismo valorizou o destino Madeira”, defende Paula Cabaço

Com esta valorização, referiu a secretária regional do Turismo e Cultura, o destino Madeira acabou por se diferenciar permitindo que seja vendido a “preços mais justos e equilibrados”.

Câmara de Lisboa duplica taxa turística em 2019

A Câmara de Lisboa vai aumentar a Taxa Municipal Turística em 2019, de um para dois euros por noite, para reforçar a limpeza urbana e os transportes nas zonas com maior pressão do turismo, anunciou hoje a autarquia.
Recomendadas

Maioria dos comerciantes europeus desconhece padrões de pagamento que chegam em setembro

Um estudo da Mastercard, realizado entre setembro e novembro de 2018, concluiu que 75% dos comerciantes com lojas online não sabe o que é a SCA (Strong Costumer Authentication), obrigatória no âmbito da nova Diretiva de Serviços de Pagamento (PSD2).

Cinco bancos angolanos lucraram 42 milhões de euros até dezembro

Banco Comercial do Huambo (BCH) e Banco Comercial Angolano (BCA) registaram os maiores lucros.

Caixa reduz preço do financiamento do programa Casa Eficiente

A redução de taxas traduz-se agora em spreads disponíveis a partir de 1,05%, incluindo a bonificação de 0,25% associada a esta solução da CGD.
Comentários