Refúgio em tempo de coronavírus: preço do ouro atinge máximos de sete anos

O preço de uma onça de ouro, para entrega em abril, sobe 2,12% para 1.683 dólares, um nível tocado pela última vez em fevereiro de 2013.

O preço do ouro subiu esta segunda-feira para maxímos de sete anos, com os investidores a procurar portos-seguros num ambiente de nervosismo devido ao espalhar do coronavírus fora da China.

O preço de uma onça de ouro, para entrega em abril, sobe 2,12% para 1.683 dólares, um nível tocado pela última vez em fevereiro de 2013.

“Enquanto o ouro continua a subir exponencialmente, o petróleo bruto abre a sessão com um gap negativo de 3%, em resultado do reacender das preocupações com a quebra na procura por parte das empresas de transporte”, referiu André Neto Pires, analista e account manager da XTB.

As bolsas europeias arrancaram a semana em terreno negativo, com vários dos principais índices a tombarem mais de 3%, com a bolsa de Milão a afundar 4,23%  Com 132 casos e quatro mortes, a Itália é o país da Europa com mais casos de infeção pela nova estirpe de coronavírus e o quarto a nível global.

PSI 20 desce 2,38% numa Europa assustada com o espalhar do coronavírus

Ler mais

Relacionadas

Estado de saúde de português retido em navio piorou: “tem mais febre, frio, dor e está mais abatido”

“A situação dele é pior. Tem mais febre, frio, dor e está mais abatido”, disse a mulher, Emmanuelle Maranhão, em declarações à Lusa.

PSI 20 desce 2,38% numa Europa assustada com o espalhar do coronavírus

As principais bolsas europeias perdem mais de 2% e Lisboa não é excepção, com os investidores a mostrarem nervosismo com o espalhar do surto do coronavírus. Itália é o foco na Europa, com a bolsa de Milão a afundar mais de 4%.

Topo da agenda: o que não pode perder na economia e nos mercados esta semana

Os dados das sondagens sobre o clima económico nos dois lados do Atlântico vão mostrar como os empresários se sentem em relação ao potencial impacto do coronavírus. A época de resultados entra na reta final e também há segundas leituras do crescimento económico no quarto trimestre do ano passado.
Recomendadas

Novos dados sobre o remdesivir acalmam investidores. Wall Street fecha no ‘verde’

Os três principais índices norte-americanos acabaram a sessão no ‘verde’. A Gilead Sciences está subiu mais de 2%, depois de informar que o seu medicamento remdesivir está associado a uma percentagem significativa de melhorias dos doentes com Covid-19.

Tesla pode entrar no S&P 500, estima Reuters

A empresa gerida por Musk conta com uma capitalização de mercado de 250 mil milhões de dólares, maior do que 95% das empresas já pertencentes ao índice norte-americano.

Portugal regressa ao mercado na quarta-feira para financiar-se até 1.750 milhões de euros

Os dois leilões das linhas de bilhetes do tesouro têm maturidades a seis meses e um ano, segundo o IGCP – Agência da Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública
Comentários