Reino Unido. Recessão de 14% poderá aumentar dívida pública em 400 mil milhões de libras

Numa perspetiva mais pessimista, a recessão poderá variar entre os 12,4% e os 14,3%, enquanto que num cenário mais otimista a queda poderá situar-se nos 10,6% e a dívida em 263 mil milhões de libras.

Londres, Inglaterra – 122 euros

O Departamento de Responsabilidade Orçamental (OBR, sigla em inglês) britânico admite que o impacto da pandemia de covid-19 e das medidas de contenção pode trazer uma quebra de 14% no Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido em 2020.

De acordo com as estimativas divulgadas, esta terça-feira, pela “Reuters” os riscos do governo britânico ter de ir aos mercados financiar-se para sobreviver aos danos da Covid-19 serão elevados. As contas dos analistas apontam para uma dívida pública que poderá aproximar-se dos 400 mil milhões de libras (cerca de 440,57 mil milhões de euros).

Numa perspetiva mais pessimista, a recessão poderá variar entre os 12,4% e os 14,3%, enquanto que num cenário mais otimista a queda poderá situar-se nos 10,6% e a dívida em 263 mil milhões de libras (289,67 mil milhões de euros).

A previsão vai em linha com as estimativas divulgadas pelo Banco de Inglaterra (BoE, sigla em inglês) no início deste mês. De acordo com os dados do BoE antecipa-se a maior recessão económica dos últimos 300 anos que deverá contrair-se em 14%.

O quadro apresentado aponta descidas significativas num conjunto de indicadores como o investimento empresarial (-26%), despesas domésticas (-14%) e rendimentos médios (-2%).

No segundo trimestre do ano, a quebra do PIB pode atingir os 25%, mas para o final de 2020, o Banco de Inglaterra admite “recuperação”. O quadro geral refere, assim, “uma queda muito acentuada do PIB do Reino Unido em 2020”, acompanhada de uma subida dos números do desemprego.

Ler mais

Recomendadas

PIB espanhol teve queda histórica de 17,8% no segundo trimestre

O Instituto Nacional de Estatística (INE) espanhol reduziu esta quarta-feira em sete décimas, para 17,8%, a queda homóloga do PIB do país no segundo trimestre do ano, que tinha sido antecipado a 31 de julho passado.

Presidência portuguesa da União Europeia contrata Fundação Mário Soares por 25 mil euros

Contrato prevê uma exposição física sobre o antigo Presidente da República, formatos digitais e um livro sobre o percurso de Portugal na Comunidade Económica Europeia e na União Europeia.

Plano 2020/2030: Parlamento debate hoje Plano de Recuperação e Resiliência

O parlamento debate hoje o Plano de Recuperação e Resiliência, cujas linhas gerais foram apresentadas na segunda-feira aos partidos e mereceram críticas da esquerda à direita, mas as forças políticas mostraram-se disponíveis para dar contributos.
Comentários