Risco de de Brexit sem acordo é “muito real”, avisa Juncker

A seis semanas da data de saída, 31 de outubro, Juncker disse que Boris Johnson mantém a sua posição de sair da União Europeia, com ou sem acordo.

Jean Claude Juncker

As reuniões para um potencial acordo do Brexit parecem estar longe de terminar. Após Boris Johnson se reunir com o ainda presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, o luxemburguês admite que ainda é possível realizar uma saída tranquila mas que o risco de um potencial não acordo “é muito real”, noticia a ‘Reuters’.

A seis semanas da data de saída, 31 de outubro, Juncker assumiu que o primeiro-ministro britânico lhe garantiu que Londres ainda pretende um acordo, mas que Boris Johnson mantém a sua posição de saída efetiva até à data final, com ou sem acordo.

“Falta muito pouco tempo. O risco de um não acordo é muito real”, sustentou o presidente da Comissão Europeia, em Luxemburgo.

No pior cenário imaginado pelo governo britânico, um Brexit sem acordo pode significar graves perturbações no comércio mundial, suprimento de medicamentos, falta de alimentos frescos e um aumento da desordem pública.

A rutura dos laços económicos podem assim terminar após quatro décadas de adesão à União Europeia, em 1973, embora esta possa “ser a escolha do Reino Unido, mas nunca a escolha da UE”, sublinhou Juncker.

É esperado, esta quarta-feira, que o Parlamento Europeu adote uma resolução, de forma a que o Reino Unido receba mais tempo para negociar os termos da saída da União Europeia. O Brexit já foi adiado por duas vezes desde o mês de março e Boris Johnson parece estar a certificar-se de uma saída efetiva para a data prevista.

Imprensa britânica critica primeiro-ministro: O “homem invisível”, Johnson “humilhado” e “Luxemburgo ri-se na cara” de Boris

Ler mais
Relacionadas

Imprensa britânica critica primeiro-ministro: O “homem invisível”, Johnson “humilhado” e “Luxemburgo ri-se na cara” de Boris

Boris Johnson rejeitou participar numa conferência de imprensa ao ar livre devido aos protestos contra o Brexit que se faziam sentir na rua. Governo do Luxemburgo rejeitou mudar o local do evento. Episódio faz hoje as manchetes da imprensa britânica.

Brexit: Juncker recorda a Johnson que cabe ao Reino Unido apresentar propostas

O presidente Juncker sublinhou a permanente disponibilidade e abertura da Comissão para examinar se essas propostas correspondem aos objetivos do ‘backstop’”.

Juncker e Boris Johnson tentam hoje uma aproximação de posições

O presidente da Comissão e o primeiro-ministro britânico almoçam hoje no Luxemburgo com o backstop como prato forte. O encontro tem todos os ingredientes para se indigesto.
Recomendadas

Azul e dourado de regresso. Passaporte britânico vai ser emitido em março

O anúncio foi feito pela secretária do Interior, Priti Patel, que colocou a imagem do novo passaporte no Twitter. O passaporte azul e dourado vai voltar a ser emitido pela primeira vez depois de três décadas, quando se instalou o passaporte de aspeto único em 1988.

Tem uma PME? Saiba como continuar a trabalhar com o Brexit

O Acordo de Saída prevê um período transitório, até 31 de dezembro de 2020, durante o qual prevalecerão as atuais regras do Mercado Único Europeu e da União Aduaneira.

António Costa diz que aprovação do Orçamento é “meio caminho andado” para a legislatura correr bem 

“Ao contrário do que alguns receavam, não tem uma única medida de retrocesso de qualquer dos avanços alcançados nos últimos quatro anos. Ao contrário do que alguns receavam, não nos faz ficar parados ou a marcar passo”, referiu.
Comentários