RTP: apenas 1,6% dos trabalhadores recebem menos de mil euros/mês

A maioria (76,3%) tem um salário base entre os mil e os dois mil euros. As estrelas do canal público estão fora das contas, por estarem a recibos verdes.

A maioria dos funcionários da RTP tem uma remuneração base entre os mil e dois euros mensais, divulga hoje o Correio da Manhã, que teve acesso ao Relatório para a Igualdade de Género, Cidadania, e Não Discriminação, pedido pela estação pública.

No final do ano passado, a empresa estatal registava 1633 trabalhadores, sendo que 1246 (76,3%) tinham um salário base entre estes valores referidos acima, aos quais podem acrescer complementos e subsídios. Apenas 26 funcionários (1,6%) recebem menos de mil euros (apenas uma pessoa está no escalão mais baixo – até 500 euros), e 361 recebem mais de dois mil (cinco estão no escalão máximo, ou seja, recebem mais de 4500 euros).

Fora desta contabilidade ficam as caras da estação, que estão a recibos verdes, onde os seus rendimentos podem chegar aos 15 mil euros por mês. De acordo com o mesmo relatório, em 2016, os custos com trabalhadores foram de 73,9 milhões de euros.

O relatório conclui ainda que os homens recebem mais do que mulheres, devido à ocupação maioritária nas posições mais elevadas na hierarquia da RTP.

 

Recomendadas

Júlio Magalhães contratado pela CNN Portugal (com áudio)

O jornalista vai regressar à estação de Queluz de Baixo 10 anos depois de ter saído.

Trabalhadores da RTP acusam Governo de andar em “roda viva para fazer omeletes sem ovos”

“Agora, o Governo quis dar-se ares de ter encontrado um passe de magia para conseguir essa quadratura do círculo. Segundo a proposta já entregue no OE 2022, não aumenta a CAV mas duplica a taxa paga pelos operadores de serviços de televisão”, lê-se na publicação dos trabalhadores. 

“Squid Game” leva Netflix a ganhar 4,4 milhões de novos subscritores

A plataforma acrescenta que no terceiro trimestre de 2020 tinha adicionado 2,2 milhões de subscritores pagos. No total, a empresa terminou o trimestre de 2021 com um total de 214 milhões de subscritores a pagar pelo serviço.
Comentários