Rui Rio diz que “PRR é insuficiente no apoio às empresas”

“Não é tão mau como o primeiro-ministro tem vindo a dizer, mas é muito insuficiente no apoio às empresas”, considerou o líder social-democrata.

Flickr/PSD

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio, considerou, esta segunda-feira, que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) “é insuficiente no apoio às empresas”.

“Não é tão mau como o primeiro-ministro tem vindo a dizer, mas é muito insuficiente no apoio às empresas. Temos o primeiro-ministro todos os dias a oferecer mais uma estrada, mais um hospital, mais uma ponte. Se fosse verdade o que o primeiro-ministro diz, o PRR seria a pior coisa do mundo, não servia para nada, era para gastar o dinheiro todo de qualquer maneira”, disse, à margem da sua reunião com Associação Empresarial do Baixo Ave, na Trofa.

Segundo Rio, “se queremos ter melhor emprego, temos de apoiar o tecido empresarial e a sua reindustrialização. Se damos prioridade em larga medida às obras públicas. Não digo que não são úteis, mas temos de fazer escolhas, e a escolha tem de ser o futuro, não pode ser o presente”.

No domingo, o primeiro-ministro, António Costa, disse que, com o programa Portugal2030 e o PRR, as empresas irão dispor, nos próximos seis anos, “do dobro daquilo que tiveram nos seis anos anteriores”, segundo reportou a agência “Lusa”. Por sua vez, em julho, o ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, apontou que os apoios diretos ao tecido empresarial no âmbito deste plano vão atingir 3,4% do Produto Interno Bruto (PIB).

Esta não é a primeira vez que o líder social democrata critica o Governo pelo PRR. A 5 de setembro, no primeiro encontro das Mulheres Autarcas Social Democratas, na Batalha, Rui Rio frisou que “António Costa usa a bazuca para fogo-de-artifício de facilidades e ilusões, ao género da bandalheira socialista que já nos levou à bancarrota”.

Para Rio, as promessas relativamente ao PRR “destinam-se a “captar a ilusão e comprar os votos para o PS. Esta é a política do PS e, neste caso concreto, é o Primeiro-Ministro, que já não se percebe se é com o fato de líder do PS ou com o facto de o primeiro-ministro anda a prometer tudo e mais alguma coisa. Não interessa se cumpre ou não”.

Relacionadas

PSD/CDS-PP promete investimento nas acessibilidades e na criação de estacionamento nas zonas altas do Funchal

A candidatura do PSD/CDS-PP à Câmara do Funchal considera que nas freguesias de Santo António, São Roque e Monte, estas intervenções “são prementes”.

Enquanto outros dizem o que não querem que o PS faça, PS tem de executar PRR, afirma Costa

“Deixemos os outros entretidos com os seus problemas e com o facto de terem de se dedicar a perder todo o seu tempo, em vez de dizerem aos portugueses o que é que querem fazer, [a] dizerem aos portugueses o que é que não querem que o PS faça. Pois eles que percam esse tempo, pois nós vamos fazer o que nos compete, que é dar execução ao PRR”, afirmou.
Recomendadas

Chumbar ou abster-se? Eis a questão à esquerda! Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes” de Rui Calafate

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

PSD já tem dois candidatos à liderança do partido (com áudio)

As eleições diretas do partido estão marcadas para 4 de dezembro, mas já são conhecidos pelos menos dois dos candidatos que vão disputar a liderança do PSD.

Um milhar de pessoas manifestaram-se em Lisboa em defesa da ciclovia da Almirante Reis (com áudio)

Cerca de um milhar de pessoas manifestaram-se em Lisboa na terça-feira em defesa da ciclovia da Almirante Reis e de “uma cidade segura para todas as pessoas”, numa ação que terminou junto aos Paços do Concelho.
Comentários