Saiba como fazer compras no supermercado sem excessos

Estas dicas básicas poderão ser interessantes para toda a família. Na hora do pagamento, guarde sempre o recibo e verifique bem o que foi registado. É importante que o tenha consigo de modo a precaver-se caso seja necessário reclamar.

Quem nunca foi ao supermercado com a convicção de comprar apenas alguns produtos estritamente necessárias lá para casa e acabou por levar mais do que precisava?

De facto, os supermercados estão preparados e organizados para persuadir e captar a atenção dos consumidores, levando-os a comprar mais, até mesmo produtos que não são vistos como essenciais. Para confirmar esta afirmação, basta verificar que normalmente os bens intitulados de primeira necessidade estão quase sempre no fundo do corredor, obrigando à passagem por outros talvez mais dispensáveis.

Também as promoções, sempre apelativas e charmosas, acontecem sobretudo à entrada do estabelecimento ou próximo da caixa de pagamento, sendo que nem sempre são a opção de compra mais barata. Por outro lado, “as melhores” relações qualidade / preço raramente estão à altura da nossa visão.

Portanto, o que devemos fazer para evitar excessos:

  1. Levar sempre uma lista de compras com tudo o que necessita comprar;
  2. Definir o valor máximo do que pode gastar tendo em conta o que necessita;
  3. Deslocar-se de barriga cheia para o supermercado;
  4. Ler cuidadosamente os cupões e cartões de descontos que podem ser úteis para poupar;
  5. Não ir com pressa, com tempo para analisar as melhores escolhas;

Estas dicas básicas poderão ser interessantes para toda a família. Na hora do pagamento, guarde sempre o recibo e verifique bem o que foi registado. É importante que o tenha consigo de modo a precaver-se caso seja necessário reclamar.

Se precisar de ajuda, conte com a DECO. Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin, Youtube e no nosso site DECO.

Recomendadas

Poupanças dos portugueses subiram em ano de pandemia

A poupança dos portugueses subiu de 7,4% para 14,2% em período de pandemia mas a maioria não é rentabilizada porque está em depósitos à ordem e a prazo, conclui a Deco. O investimento em certificados de aforro teve um aumento, passando de 12 mil milhões em período pré-pandemia para 12,4 mil milhões em agosto de 2021.

Saiba como funciona e para que serve uma certidão de não dívida

Estes documentos podem ser necessários, por exemplo, se pretender solicitar um adiamento da prestação do crédito à habitação.

Saiba o que tem de fazer antes de assinar um contrato de arrendamento

Procure de forma intensiva todas as opções do mercado, visto que uma análise com mais ponderação e paciência pode fazer toda a diferença.
Comentários