Saiba quais os erros mais comuns quando quer poupar

Aconselhamos pois a que estabeleça um objetivo de poupança, seja umas férias, um carro, uma renovação da casa. Nada como desenhar um plano de ação para atingir esse objetivo e motivar-se a poupar.

Celebra-se amanhã, 31 de outubro, o Dia Mundial da Poupança. A palavra poupar está na ordem do dia, destacando a DECO a importância de ter uma estratégia de poupança para conseguir fazer face a alguns imprevistos que possam vir a acontecer.

No entanto, nem todas as estratégias de poupança são boas, sendo certo que algumas podem inclusivamente gerar o efeito contrário. Assim partilhamos consigo alguns erros que muitos consumidores cometem frequentemente ao querer poupar:

  • Consumidores atraídos pelas irresistíveis e atrativas promoções, como por exemplo “Leve 3 pague 2”, aproveitam para abastecer a despensa. Tal comportamento poderá revelar-se um erro, já que corre o risco de adquirir produtos de que não necessita e, no caso dos bens alimentares, com data de validade próxima do fim. Portanto, avalie cuidadosa e criteriosamente as promoções e pondere se efectivamente necessita desses produtos e/ou dessas quantidades.
  • Outro erro comum verifica-se nas compras online. Muitas lojas online impõem um limite mínimo de valor monetário para oferecer os portes de envio. Muitos consumidores iludidos por essa oferta acabam por comprar mais produtos dos aqueles que inicialmente planeavam e inclusivamente precisavam. Levados por este truque “sem portes de envio”, e feitas as contas muitas vezes, os compradores gastam mais do que pretendiam, alterando assim o seu orçamento familiar.
  • Alguns consumidores ainda preferem guardar as poupanças no banco. Esta opção poderá ser um erro? Sim. Porque o acesso à poupança está facilitado e para além disso, apesar das taxas de juro se encontrarem baixas neste momento, investindo o dinheiro num depósito a prazo, por exemplo, sempre se consegue um retorno real positivo.
  • Por fim, não ter objetivos de poupança não o incentivará a poupar. Aconselhamos pois a que estabeleça um objetivo de poupança, seja umas férias, um carro, uma renovação da casa. Nada como desenhar um plano de ação para atingir esse objetivo e motivar-se a poupar.

Conte com o nosso apoio.

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube!

Recomendadas

Orçamento de Natal: Não perca as contas às compras

São muitos os consumidores que na azáfama das compras acabam por perder a perceção ao que efetivamente podem gastar, só percebendo mais tarde, do verdadeiro impacto destes gastos no orçamento familiar.

Devo utilizar crédito para fazer compras de natal?

É fácil comprar usando o cartão de crédito ou contratando um crédito. No caso do empréstimo pessoal, este crédito é chamado de fácil aprovação, mas não é barato. As letras miudinhas, pouco claras, desincentivam a leitura dos contratos e dificultam (muito!) a explicação dos encargos elevados que terá de pagar. As palavras “custos” e “juros” estão sempre presentes, pelo que o consumidor deve pensar duas vezes antes de usar o cartão ou o crédito pessoal para fazer as compras de Natal.

Salários até aos 686 euros ficam isentos de IRS em 2021

Retenção de IRS começa para quem ganha mais de 686 euros. Alívio no imposto do próximo ano que reflete a redução as taxas de retenção na fonte do IRS no início de 2021. Medida abrange dois milhões de contribuintes e contempla uma redução média (e progressiva) de 2% nas retenções. Trabalhadores dependentes já podem calcular quanto irão descontar todos os meses.
Comentários