Salário mínimo em Espanha sobe para 950 euros este ano

Em 2008, o salário mínimo espanhol situava-se em 600 euros, tendo aumentado gradualmente até aos 950 euros previstos para este ano. Salário mínimo em Portugal aumentou para os 635 euros este ano.

EPA/PACO CAMPOS – Lusa

O Governo espanhol vai aumentar o salário mínimo nacional dos 900 euros para os 950 euros mensais. O anúncio da subida do salário mínimo foi feito pela ministra do Trabalho e Economia Social, Yolanda Diaz, depois de um acordo com os sindicatos e patrões, avança o El Economista.

Assim, os trabalhadores espanhóis vão receber um total de 14 pagamentos anuais, o que irá colocar o salário mínimo em 13.300 euros brutos por ano. Apesar de ainda não se saber quando é que este aumento entra em vigor, sabe-se que irá afetar mais de dois milhões de espanhóis.

Este novo valor significa um aumento de 5,5% relativamente ao ano passado, quando Pedro Sánchez colocou o salário em 900 euros, tendo aumentado em 22,3% em comparação com 2018. A ministra do trabalho e economia social apontou que esta é “uma pequena ferramenta e a chave” para enfrentar a desigualdade que se vive em Espanha, além de ser o primeiro “grande acordo social” alcançado entre os parceiros.

Apesar dos sindicatos terem concordado com o aumento, ainda o consideram insuficiente face aos preços de Espanha. Os sindicatos querem que no futuro o salário mínimo nacional seja 60% do salário médio, ainda que esteja no caminho certo.

A ministra do Trabalho espanhola apontou que é importante que sejam dados passos pequenos para um valor mais ambicioso. O novo governo de coligação PSOE-Podemos estabeleceu o objetivo e este foi agora anunciado, e a ministra assume que no fim da legislatura é possível colocar o salário mínimo em 60% do salário médio, o que seria equivalente a 1.200 euros mensais, uma medida prevista na Carta Social Europeia.

Em 2008, o salário mínimo espanhol situava-se em 600 euros, tendo aumentado gradualmente para os 950 euros aprovados pelo governo de Pedro Sánchez.

Em Portugal, o salário mínimo nacional foi fixado em 635 euros num decreto-lei publicado no fim do ano passado, entrando em vigor já este ano. Por sua vez, o salário médio português (12 meses) colocou-se em 943 euros mensais, sendo que com os subsídios e horas extras pode saltar para os 1.133 euros, segundo dados do Pordata divulgados no ano passado.

Ler mais
Relacionadas

Salários até 658 euros deverão ficar isentos de IRS em 2020

Os trabalhadores e pensionistas que tenham um rendimento anual bruto até 9.215,01 (ou 658,21 euros) deverão ficar isentos de pagamento de taxa de IRS em 2020. Em causa está o chamado “mínimo de existência” até ao qual os contribuintes não pagam imposto através de uma fórmula que depende do IAS que já é possível calcular para 2020 com base nos dados da inflação hoje divulgados

Salário mínimo deve subir para 650 euros na Madeira

Agora serão ouvidos os parceiros sociais. Depois de feita esta auscultação a proposta volta para a comissão de Administração Pública, Trabalho e Emprego.

Infografia: Veja quanto vai pagar de IRS em 2020

Segundo as simulações da EY, as famílias vão ter um ganho mínimo no seu rendimento líquido anual que varia entre os 1,78 e os 50,3 euros, de acordo com os cenários simulados.

EY: Jovens com salário de 1.500 euros vão pagar menos 942 euros de IRS em 2020

Segundo as simulações da EY, um jovem com um salário bruto de 1.500 euros, irá pagar menos 942 euros de IRS em 2020, menos cerca de 79 euros por mês.

As 20 medidas que já se conhecem do Orçamento do Estado para 2020

O documento será discutivo na generalidade, nos dias 9 e 10 de janeiro, estando a votação final global prevista para 6 de fevereiro. Da descida do IRC para as PME ao aumento do limite dos lucros reinvestidos dedutíveis ao IRC conheça algumas das medidas.
Recomendadas

Angola disponibiliza 800 milhões de euros para apoiar PME

O governo angolano pretende também “desanuviar a pressão” sobre a tesouraria das empresas alargando os prazos limite para liquidação de obrigações tributárias.

Espanha regista 683 óbitos nas últimas 24 horas. Já são 15 mil desde o início da pandemia

De acordo com esta entidade governamental, Espanha já superou os 15 mil óbitos por Covid-19 (15.238 mortes no total) e tem neste momento 152.446 contagiados pela pandemia.

Economia britânica recua 0,1% em fevereiro

A contração do PIB do Reino Unido, em parte devido ao setor da construção, surpreendeu os analistas britânicos, que esperavam inclusivamente um crescimento no segundo mês do ano.
Comentários