Secretários de Estado convocam sindicatos dos professores para reunião esta quinta-feira

A reunião ainda em modo de videoconferência junta João Costa e Susana Amador e os sindicatos do setor. Em cima da mesa deverá estar a preparação do próximo ano escolar, que segundo anunciou hoje o ministro Tiago Brandão Rodrigues arrancará entre 14 e 17 de setembro.

Os sindicatos de professores foram convocados pelo Ministério da Educação para uma reunião de preparação do próximo ano letivo, 2020/2021. O encontro tem lugar esta quinta-feira, 25 de junho, por videoconferência, e contará com a presença do secretário de Estado Adjunto e da Educação, João Costa, e da secretária de Estado da Educação, Susana Amador.

Face à marcação desta reunião, a Fenprof suspende ação prevista para amanhã, quarta, 24,  junto ao Ministério da Educação, que se destinava a exigir a marcação de uma reunião com a tutela.

Júlia Azevedo, presidente do SIPE, antecipa que “em cima da mesa estará certamente a preparação do próximo ano escolar tendo em consideração as condicionantes causadas pela pandemia da Covid-19, que irá motivar a discussão de medidas que salvaguardem a segurança dos docentes e alunos em contexto presencial, mas também o ajuste e retificação de questões relacionadas com o ensino à distância”.

Perante esta nova realidade, diz a presidente do SIPE, torna-se essencial que quaisquer decisões ou alterações que forem introduzidas contem com a participação ativa dos docentes, e é isso que os sindicatos pretendem assegurar na reunião.

A dirigente refere ainda que “outras questões de fundo anteriores à pandemia não serão esquecidas, e serão alvo de discussão com a tutela, pela salvaguarda dos direitos dos professores e do bom funcionamento do nosso sistema de ensino”.
De referir que o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, anunciou esta manhã que o próximo ano letivo 2020/2021 irá começar entre 14 e 17 de setembro.

Recomendadas

“O Estado de Direito precisa como nunca de juristas fiéis aos seus valores tradicionais”

Ética, globalização e digitalização são três os grandes desafios que o ensino do Direito enfrenta neste momento, diz Jorge Pereira da Silva, Diretor da Escola de Lisboa da Faculdade de Direito da UCP.

Direito e Gestão. Católica Porto tem dupla licenciatura única no país

Depois de cinco anos chegaram ao mercado os primeiros estudantes a obter simultaneamente duas licenciaturas – em Direito e Gestão.

PremiumFuturo da formação vai passar mais pelas empresas

Oradores da conferência promovida pelo JE e pela Multipessoal dizem que a pandemia acelerou tendências. A formação contínua é obrigatória e as empresas vão ter de oferecer mais para cativarem talento da nova geração.
Comentários